Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Homem invade casa de ex, filma ela fazendo sexo e a agride: “Piranha”

Além de expor a ex-companheira nas redes sociais, o autor afirmou que a mataria com um tiro na testa. Pena pode passar dos 18 anos de prisão


Pixabay

A 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) prendeu, nessa terça-feira (11/10), um homem de 33 anos acusado de invadir a casa da ex-companheira, filmar a jovem de 22 anos mantendo relação sexual com o atual namorado e expor a gravação em grupos de WhatsApp.

O relacionamento entre autor e vítima durou, aproximadamente, três meses. O homem, não aceitando o fim, passou a perseguir a ex em locais comuns e por meio de ligações persistentes. Em 31 de agosto último, por volta das 5h, ele arrombou a porta do apartamento da mulher, na Colônia Agrícola Samambaia, invadiu a residência com o celular na mão e passou a gravar a vítima em sua intimidade, na companhia de outra pessoa.

Ao receber a ordem de se retirar do local, o autor empurrou a jovem e desferiu diversos chutes na cabeça dela, vindo a causar uma lesão em seu lábio superior interno.

Leia as mensagens de ameaça:



O agressor ainda insultou a mulher de “vagabunda, piranha, desgraçada e rapariga”. Além disso, afirmou que a mataria “com um tiro na testa”. Antes de ir embora, desferiu diversos chutes na geladeira e em todas as portas do apartamento, deixando um rastro de destruição.

Após isso, desceu até o estacionamento em frente ao prédio e danificou o veículo de um dos moradores.

O autor vai responder por lesão corporal, injúria, ameaça, divulgação não autorizada de cena de sexo e pornográfica, perseguição contumaz (stalking) e descumprimento de medidas protetivas. Somadas, as penas podem superar os 18 anos de prisão.

Por Carlos Carone, Marcus Rodrigues e Mirelle Pinheiro - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.