Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Para evitar alagamentos no período chuvoso, governo investe R$ 7 milhões em desobstrução de galerias pluviais

Danos causados por chuvas e temporais foram minimizados na gestão Ibaneis com o investimento na limpeza de caixas e bocas de lobo 


Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay / Grátis para uso comercial / Atribuição não requerida

À espera do período de chuvas, o Governo do Distrito Federal (GDF) tem reforçado o trabalho de desobstrução da rede pluvial em todas as cidades. A ação tem como objetivo minimizar os efeitos provocados pelo período de chuvas, evitando ou reduzindo possíveis alagamentos. 

Desde 2020, foram investidos R$ 6,8 milhões em serviços de limpeza de bocas de lobo, bueiros, tubulações, construção e reconstrução de caixas e sistemas de rede de águas pluviais. Um trabalho concentrado pela Novacap e pela Secretaria de Governo, por meio do programa GDF Presente. Semanalmente, seis equipes se revezam entre reparos e desobstrução das galerias e bocas de lobo. Além disso, os reeducandos do projeto Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária, reforçam esse trabalho.  

“Temos projetos maiores para suportar as chuvas, como o DrenarDF, mas esse serviço de limpeza das bocas de lobo e de construção de novas captações de água são essenciais para minimizar o impacto das chuvas. Melhorou muito em nosso governo, mas precisamos avançar cada vez mais”, afirma o governador Ibaneis Rocha. 

O governo iniciou os trabalhos preventivos pelas tesourinhas da Asa Norte, onde há possibilidade de ocorrência de retenção de água. Com o suporte de um caminhão de hidrojato, materiais descartados irregularmente e folhas secas são retirados dos canais de passagem da chuva. Tampas de bueiros e tubulações danificadas também passam por manutenção.  

No ano passado, 10,4 mil canais de rede de drenagem foram limpos, ultrapassando 1,1 mil toneladas de materiais retirados do sistema. O trabalho contabilizou oito mil bocas de lobo e 2,4 mil caixas de acesso à rede, chamadas de poços de visita. Também em 2021, o governo construiu três bacias de contenção em pontos problemáticos da Asa Norte.

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.