Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Garoto indígena de 14 anos é assassinado em emboscada no sul da Bahia

Uma outra vítima, de 16 anos, está hospitalizada. Pistoleiros estavam fortemente armados, segundo entidades indígenas


Divulgação

Entidades indígenas denunciam que pistoleiros fortemente armados invadiram, na madrugada deste domingo (4/9), a terra indígena (TI) Comexatibá, no sul da Bahia, e mataram um adolescente pataxó de 14 anos. Um outro, de 16 anos, está hospitalizado.

“Os pistoleiros estavam armados com armas calibre 12, 32, fuzil .40 e bomba de gás lacrimogêneo”, afirmou a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib).

A Polícia Militar foi acionada e faz a segurança dos povos indígenas da TI.

“O extremo sul da Bahia é conhecido por ser a segunda região onde há mais ataques contra os povos indígenas no Brasil. Recentemente, algumas comunidades indígenas da região vêm passando por uma série de ataques de pistoleiros, fazendeiros e milicianos armados”, explica o Movimento Unidos dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (Mupoiba), em nota.

“Desde o mês de julho, foram registrados diversos ataques contra as lideranças e as comunidades indígenas. Em algumas ocasiões, foram disparados tiros contra as comunidades e expulsão dos indígenas das áreas ocupadas pelos grupos armados”, prossegue a entidade.

Por Tácio Lorran - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.