Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Atentado suicida em escola no Afeganistão mata pelo menos 19 pessoas

Explosão em centro educacional de Cabul deixou também, no mínimo, 27 feridos. Área é de muçulmanos xiitas


Twitter/Reprodução

Um ataque suicida em uma escola de Cabul, no Afeganistão, deixou pelo menos 19 mortos e 27 feridos. Segundo as autoridades, a explosão veio de um homem-bomba no bairro de Dasht-e-Barchi. O local é habitado, predominantemente, pela muçulmana xiita que abriga a comunidade minoritária hazara.

Khalid Zadran, porta-voz da polícia, afirmou que as vítimas são integrantes do ensino médio que faziam um exame de admissão à universidade – em geral, os colégios do Afeganistão não funcionam às sextas. “Os alunos estavam se preparando para um exame quando um homem-bomba atacou este centro educacional. Infelizmente, 19 pessoas foram martirizadas e outras 27 ficaram feridas”, afirmou o policial.

“Atacar alvos civis prova a crueldade desumana do inimigo e a falta de padrões morais”, continuou Zadran. Segundo as autoridades, ninguém ainda assumiu o ataque.

De acordo com um estudante entrevistado pela agência de notícias AFP, a maioria das vítimas era de menina. “Éramos cerca de 600 (alunos) na sala de aula, mas a maioria das vítimas é entre meninas”, disse.

Hazara x Talibã

O bairro de Dasht-e-Barchi tem sido alvo de diversos ataques nos últimos anos. A etnia hazara que vive ali afirma que sofre perseguição do Talibã, que voltou ao poder em 2021. Em um dos maiores casos, em 2021

Em 2021, antes que o Talibã voltasse ao poder, 85 pessoas morreram depois que três bombas explodiram em um colégio no mesmo bairro. Tanto o grupo quanto o Estado Islâmico são contra a educação, principalmente de meninas e mulheres.

Por Leonardo Meireles - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.