Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

SINPRO-DF pode prejudicar mais de quatrocentos mil alunos da rede pública


Uma Assembleia Geral marcada pelo SINPRO-DF que ocorrerá nesta terça-feira (22), coloca em cheque o futuro da vida escolar de crianças e adolescentes da rede pública de ensino do Distrito Federal.

Caso haja greve, mais de 400 mil estudantes da rede pública de ensino do DF serão prejudicados. O que chama atenção é que não basta a pandemia ter prejudicado muitos que querem estudar, o SINPRO-DF convocou Assembleia Geral com paralisação, e dependendo o desenrolar dessa história muitos alunos sairão prejudicados.

O longo período longe das escolas e das salas de aula pode ter impacto permanente e profundo na vida de crianças e adolescentes. Segundo estimativas do Banco Mundial, a crise da Covid-19 destruiu mais de 10 anos de progresso no capital humano do país.

E com essa convocação feita pela presidente do Sindicato dos Professores Rosilene Corrêa, filiada ao PT,  e também candidata ao cargo majoritário do DF a situação dos alunos podem piorar, pois já são dois anos sem aulas regulares devido ao COVID-19

O SINPRO-DF alega a falta de dialogo com o Governo do Distrito Federal, já Secretaria de Educação do Distrito Federal afirma está fazendo e cumprindo tudo que é possível para evitar uma greve.

O governador Ibaneis Rocha(MDB) reagiu na manhã desta segunda-feira (21), contra a ameaça de greve convocada pelo Sinpro-DF, que, segundo ele, tem conotação política eleitoreira.

“A gente vê com muita tristeza. As crianças estão aí  quase dois anos afastadas do convívio escolar. Nós não temos nenhum tipo de problema que leve a uma greve”, disse o governador.

“A gente espera que os professores e os educadores não sejam usados por essa vontade política de prejudicar as nossas crianças e os nossos adolescentes”, finalizou Ibaneis Rocha.

Entramos em contato com o SINPRO e eles responderam que a decisão de greve ou não só definirá amanhã (22).

Por Francisco Gelielçon
#EstruturalOnLine

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.