Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Operação Falso Curandeiro realiza prisão de quadrilha acusada de aplicar golpes em vários estados

“A organização criminosa tinha como modo de agir a exploração da fé de idosos”, informou a polícia A ação é resultado de nove meses de inves...

“A organização criminosa tinha como modo de agir a exploração da fé de idosos”, informou a polícia


A ação é resultado de nove meses de investigações de crimes praticados por uma organização criminosa acusada de crimes de estelionato e furto mediante fraude em vários Estados do Brasil
 
Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal, deflagrada nesta terça-feira (17), resultou na prisão em flagrante de seis pessoas, além de terem sido cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão.
 
A ação policial batizada como Operação Falso Curandeiro acontece após um minucioso trabalho de investigação que durou nove meses que identificou  crimes praticados por uma quadrilha responsável por crimes de estelionato e furto mediante fraude em vários estados da Federação.
 
Segundo informações da polícia, após crimes praticados pela organização criminosa na região administrativa de Planaltina, o bando passou a ser monitorado e parte dos integrantes foram presos no município de Itaberaba (BA), onde estabeleceram moradia.
 
“A organização criminosa tinha como modo de agir a exploração da fé de idosos, oferecendo falsas curas, aproveitando-se da situação de vulnerabilidade para subtrair cartões e senhas das vítimas, obtendo valores de contas bancárias e empréstimos”, informou o delegado-chefe da 31ª DP, Fabrício Augusto Paiva.
 
De acordo com as investigações, os integrantes da quadrilha se especializaram na prática de crimes em vários estados e chegaram a voltar para a Bahia com um montante no valor de R$ 500 mil reais, em espécie, fruto de diversos golpes aplicados no Estado de São Paulo.
 
A Operação Falso Curandeiro contou com a presença de 20 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Cinco veículos de passeio (Ford Ecosport, Toyota Corolla, Fiat Strada e um VW/Polo), que foram apreendidos com os envolvidos.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário