Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Secretaria de Saúde do DF retoma agendamento para vacinação contra a covid-19 para pessoas com 50 ou mais

66% da população com essa idade já fizeram o agendamento para os próximos dias; ao todo, o DF tem das 337 mil pessoas de 50 a 59 anos Depo...

66% da população com essa idade já fizeram o agendamento para os próximos dias; ao todo, o DF tem das 337 mil pessoas de 50 a 59 anos


Depois de ter sido suspenso por falta de vacinas, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) retomou a agendamento para as pessoas com 50 ou mais poderem se vacinar contra a covid-19. O agendamento é obrigatório e serve para que a pasta tenha um controle de doses disponíveis e, com isso, evite a formação de filas nos postos de vacinação.

O anuncio do agendamento – que pode ser feito aqui – foi realizado, nesta segunda-feira (14/6), pelo secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, durante entrevista coletiva à imprensa, que ressaltou que, dados da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), mostram que há na capital federal cerca de 337 mil pessoas dentro das faixas etárias entre 50 e 59 anos. Desse total, 224 mil já agendaram dia e horário, o que representa 66% desse público.

“A gente costuma abrir o agendamento quando há doses para todo o público alvo. Mas, neste caso, a Secretaria de Saúde analisou a dinâmica da vacinação e entendeu por abrir essas vagas mesmo que não tenha doses para todos porque mais vacinas vão chegar e vai reabrindo o agendamento até que todos estejam imunizados”, disse Rocha.

O secretário ressaltou ainda que as pessoas que marcarem a vacinação e por algum motivo não puderem comparecer precisarão, depois, justificar o motivo da ausência, já que as doses que não usadas serão remanejadas para outros públicos.

“As doses não ficarão paradas. Aqueles que já estão autorizados a buscar o agendamento e não agendam, ou os que agendam e por ventura não comparecem, essas doses serão remanejadas para possibilitar que a gente vá baixando a idade com mais celeridade”, ressalta Gustavo Rocha.

Além disso, o governo local também anunciou 9 mil vagas disponíveis para vacinação de pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência sem o BPC e mais 1,2 mil vagas para rodoviários. Outro esclarecimento é com relação às pessoas com deficiência aparente e obesa com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 40, que não precisam de laudo médico.

Por fim, houve ainda o aviso de que a SES-DF iniciará um estudo para saber quais comunidades em situação de vulnerabilidade social existem no DF para que a população dessas comunidades possa realizar a vacinação sem agendamento.


Da redação Estrutural on-line

Nenhum comentário