Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Casos de dengue no DF reduziram em 79,9%, diz Vigilância Ambiental

Resultados aferidos, em 20 de maio deste ano, mostram que foram notificados 7.058 casos prováveis de dengue, bem abaixo dos 35.080 do ano pa...

Resultados aferidos, em 20 de maio deste ano, mostram que foram notificados 7.058 casos prováveis de dengue, bem abaixo dos 35.080 do ano passado; redução foi possível em razão ao apoio da população é da Vigilância Ambiental


O Governo do Distrito Federal (GDF) por meio de sua Vigilância Ambiental informa que o casos de dengue, neste ano, caíram cerca de 79,9% se comparado ao ano passado. O período avaliado foi até maio deste ano, quando 7.058 pessoas foram contaminadas pelo Aedes aegypti – ano passado, no mesmo período, esse total foi de 35.080 casos.

 De acordo com a Semana Epidemiológica 20, além da consciência por parte da população, que tem ajudado na limpeza de lotes e não permitindo o surgimento de criadouros do mosquito, uma das ações que a Vigilância implantou para combater o mosquito transmissor foram tratamento focal com aplicação de inseticidas e larvicidas em territórios específicos, bloqueio focal e visitas domiciliares.

“Orientações quanto ao manejo de inservíveis, objetos que não servem mais – podem ser reservatórios de água parada, ou seja, lixo que serve como criadouro de mosquitos – e educação permanente da população em geral, necessariamente devem ser priorizadas em acordo com o fundamento epidemiológico e com as necessidades do público-alvo, levando em consideração a tríade de caracterização epidemiológica: pessoa, tempo e lugar”, detalha o diretor da Vigilância Ambiental, José Carlos Natal.

Agora no período de seca a tendência é que os casos diminuam, porém, todo cuidado ainda precisa ser adotado para que o haja uma diminuição de casos ainda maior. Entre as dicas estão os cuidados como evitar o acúmulo de água parada, que favorece a proliferação do mosquito, e não deixar recipientes ou objetos que possam servir de recipientes para acúmulo de água.


Da redação Estrutural on-line

Nenhum comentário