Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Vídeo. Jornalistas da Globo celebram vitória de Lula: emissora comenta

Vídeo que circula nas redes sociais mostra funcionários que estavam na redação do Jornal Nacional comemorando a vitória de Lula em 2º turno


Reprodução/ Redes Sociais

Logo após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como presidente eleito do Brasil, um vídeo atribuído aos jornalistas da Rede Globo começou a circular na web. As imagens mostram abraços e comemoração na redação do Jornal nacional, que transmitia ao vivo a apuração dos votos.

Nas imagens, os jornalistas da Globo — emissora alvo de ataques durante todo o mandato de Jair Bolsonaro (PL) — comemoram a eleição de Lula, se abraçam e gritam. Veja:

“O primeiro presidente que não vai ser reeleito!”, grita um jornalista, em tom de comemoração. “Acabou o inferno!”, diz outro.

Na web, bolsonaristas compartilham o vídeo para criticar a cobertura da emissora carioca durante as eleições, alegando que a Globo não cumpriu com sua parcialidade no trabalho.

Em nota enviada ao site Notícias da TV, a Globo confirma a veracidade do vídeo e garante que os contratados não serão punidos pela comemoração. A emissora, no entanto, lamenta que “um pequeno grupo tenha esquecido a necessária e habitual prática de autocontenção, em respeito à norma e aos nossos princípios editoriais”.

Leia a nota na íntegra:

A Globo tem cerca de 15 mil colaboradores, entre os quais 1500 profissionais que atuam no jornalismo. A empresa evidentemente não tem nem pretende ter qualquer controle sobre escolhas eleitorais de cada um desses profissionais, nem sobre como manifestam essa preferência em caráter privado.

No entanto, a Globo lamenta que, no ambiente de trabalho, um pequeno grupo tenha, por alguns instantes, esquecido a necessária e habitual prática de autocontenção, em respeito à norma e aos nossos princípios editoriais.

É exatamente por meio desses princípios, compartilhados em nossas plataformas, que os brasileiros puderam testemunhar a isenção da cobertura jornalística da Globo ao longo de toda essa campanha.

Por Juliana Barbosa - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.