Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Ex-lutador é preso em SP por matar esposa e levar corpo em carrinho

Luis Paulo Lima dos Santos é acusado de assassinar Ellida Tuane Santos, de 26 anos. Corpo da professora foi encontrado perto de córrego


Reprodução / TV Globo

O ex-lutador e dono de academia Luis Paulo Lima dos Santos foi preso, em São Paulo, nessa quarta-feira (9/11), acusado de ter assassinado sua esposa, Ellida Tuane Ferreira da Silva Santos, de 26 anos. O corpo da professora foi encontrado perto de um córrego, no domingo (6/11).

A investigação da Polícia Civil apontou que o marido assassinou Ellida com tiros no apartamento que o casal morava, na Vila Matilde, zona leste da capital paulista. A polícia afirmou, ainda, que Luis tirou o corpo da professora usando um carrinho de compras do prédio.

Imagens da câmera de segurança do condomínio mostram Ellida subindo para o apartamento na sexta-feira (4/11), às 21h30. No dia seguinte, sábado (4/11), um pouco antes das 21h, o ex-lutador aparece no saguão com um carrinho de compras vazio.

Corpo em carrinho de compras

O suspeito entra no elevador com o carrinho carregado com lençóis, nesse momento ele levava o corpo para o carro, de acordo com a polícia. O ex-lutador saiu com o veículo na madrugada de domingo (6/11) e voltou para casa quatro horas depois com o filho.

O corpo de Ellida foi encontrado perto de um córrego, em Itaquera, no último domingo (6). De acordo com a Polícia Civil, Luis assassinou a esposa enquanto o filho do casal, de apenas 6 meses, estava em casa.

Luis fez um boletim de ocorrência, no domingo (6/11), relatando o desaparecimento da mulher. Ele contou para a polícia que a professora teria viajado a Campinas para visitar a mãe.

O ex-lutador declarou ter ido procurar a esposa na rodoviária, delegacia e hospital da cidade no interior do estado. Ellida e Luis estavam casados há um ano.

Confissão

O investigado afirmou para a polícia nessa quarta-feira (9/11) que atirou quatro vezes. Os agentes ainda procuram por essa arma. A Justiça decretou a prisão temporária do suspeito nessa quarta-feira (9/11).

O ex-lutador se apresentou ao Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Luis confessou ter cometido o crime motivado por ciúmes. Ele foi levado para a prisão.

Por Gabriela Marçal - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.