Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

No dia mais quente do ano, fogo volta a castigar Parque Nacional no DF

Segundo bombeiros, linha de fogo com "vários quilômetros de extensão" atinge unidade de conservação. Militares monitoram áreas sensíveis


Foto: Francisco Gelielçon / Estrutural On-line

No dia mais quente registrado em 2022, um novo foco de incêndio voltou a castigar o Parque Nacional de Brasília nesta quarta-feira (14/9). A dura seca que atinge o Cerrado já provocou destruição na unidade de conservação ambiental este mês.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), o novo incêndio é composto por uma linha de fogo com “vários quilômetros de extensão”. Os militares mobilizaram 94 homens, viaturas e um avião para combater as chamas na unidade.

“Devido as condições do clima, ventos fortes, baixa umidade do ar e da vegetação seca, o fogo se alastrou, alcançando áreas de difícil acesso. No final da tarde estávamos empregando o Resgate Aéreo, o Avião Nimbus e outras 14 viaturas, que embarcavam cerca de 94 militares”, informou a corporação em nota.

Foi montado um posto de comando durante a tarde e pela noite os militares farão monitoramento de áreas consideradas sensíveis. A operação de combate ao incêndio será retomada de forma ampla pela manhã.

Dia mais quente do ano

O Distrito Federal teve o dia mais quente do ano nesta quarta-feira (14/9), registrando temperatura máxima de 35,2ºC, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A umidade relativa do ar chegou a 11%.

Nesta manhã, o Inmet emitiu alerta vermelho de “grande perigo” devido à umidade abaixo de 12% no DF. A situação aumenta o risco de incêndios florestais e eleva a chance de problemas de saúde, como doenças pulmonares e dores de cabeça.

Nesta quarta, o CBMDF registrou 82 focos de incêndio em todo o DF.

Por Celimar de Meneses - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.