Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

CUMPRINDO A LEI | Ibaneis paga terceira parcela de reajuste salarial à servidores públicos

Cerca de 150 mil servidores públicos, pertencentes a 32 categorias do funcionalismo público,  receberam nesta terça-feira (3/5), o pagamento...


Cerca de 150 mil servidores públicos, pertencentes a 32 categorias do funcionalismo público,  receberam nesta terça-feira (3/5), o pagamento da terceira parcela do reajuste salarial que deveria ter sido pago em 2013. Os reajustes variam entre 5% e 22,2%, de acordo com a carreira. 

Para simular os valores a serem recebidos, o servidor contemplado deve acessar um sistema desenvolvido pela Secretaria de Economia disponível no Portal do Servidor.  

Não foi do dia para a noite

Para quem está se perguntando o motivo desse reajuste logo depois de uma forte onda de pandemia, em que a economia ficou fragilizada, a questão seguinte.

O reajuste dos salários dos servidores foi anunciado em 2013, na gestão do então governador, Agnelo Queiroz (PT). Na época, Agnelo concedeu dois dos três reajustes aprovados em lei, na Câmara Legislativa. O pagamento da terceira parcela ficou a cargo do ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB), que assumiu o mandato em 2015, mas aí é que começa o drama. 

Rollemberg passou a alegar que não havia recurso suficiente para o pagamento dos aumentos e até ajuizou uma ação direta de inconstitucionalidade junto ao Ministério Público (MP) contra as leis que autorizaram o aumento salarial. Mas soltou aos quatro ventos que não queria ser marcado como a pessoa que “quebrou Brasília”, quem lembra? Queria “ser conhecido como o governador que reequilibrou as contas do DF". Com essa declaração estava claro que o real interesse era preservar a sua imagem de “bom moço”.

Os servidores, por sua vez, não deixaram por menos e passaram a realizar manifestações reivindicando os seus direitos, previstos em lei e até pedido de impeachment. Mas as reivindicações não surtiram efeito e os funcionários continuaram sem o reajuste até o final do mandato de Rollemberg.

Cumpre o que promete

Ibaneis Rocha (MDB) assumiu o GDF em 2019, e o pagamento da terceira parte do reajuste dos servidores públicos era uma das suas promessas de campanha. No primeiro momento, o governador chegou a afirmar que não havia recursos financeiros para o pagamento, mas se esforçou  junto à Secretaria de Economia para que acontecesse, e, aconteceu.

Mesmo com todo esse entrave do governo anterior e depois de uma pandemia que devastou não só a saúde, como a economia, Ibaneis conseguiu surpreender e cumpriu a promessa de pagar os servidores. 

Ao consolidar o pagamento, Ibaneis restabeleceu o direito e a valorização dos servidores, um “baita gesto” do governador.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário