Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Supermercado invadido: gerente diz que homens armados incitaram saque

Supermercado Inter em Inhaúma, zona norte do Rio, foi alvo de saques na noite de sábado (16/4). Polícia foi acionada mas ninguém foi preso O...

Supermercado Inter em Inhaúma, zona norte do Rio, foi alvo de saques na noite de sábado (16/4). Polícia foi acionada mas ninguém foi preso



O gerente de um supermercado alvo de saque na noite no último sábado (16/4), em Inhaúma, zona norte do Rio, disse que homens armados incitaram a invasão. Cerca de 200 pessoas invadiram e saquearam o supermercado Inter.

“Homens armados entraram no mercado pouco depois das 20h e incitaram a população a levar alimentos e bebidas”, disse Júlio Souza, gerente logístico do Supermercado.

Na manhã deste domingo (17/4), três viaturas da PM estavam na porta do local, segundo o jornal O Globo. Os agentes foram acionados na noite de sábado, mas ninguém foi preso.

“Eram cerca de 200 pessoas. Algumas delas, aparentemente, estavam armadas. Para não haver dano a integridade dos nossos funcionários, o gerente deixou eles levaram os produtos. Eles levaram carne, cerveja e alimentos em geral”, relatou o gerente de logística da rede em entrevista ao jornal O Globo.

O fato repercutiu nas redes sociais.

Veja:

Contabilizando prejuízos
A direção do supermercado vai iniciar um inventário do que foi levado para, em seguida, registrar um boletim de ocorrência na 44ª DP, Inhaúma, que fica a menos de um quilômetro de onde ocorreu o roubo.

Desde os saques, os funcionários estão contabilizando os prejuízos e itens levados pelos criminosos. Neste domingo de Páscoa, o supermercado abriu normalmente e funcionários trabalham para arrumar as gôndolas que foram destruídas.

“Não fizemos o inventário ainda. Nossa preocupação maior foi arrumar a loja e deixar pronto para atender os clientes neste Domingo de Páscoa. Mantivemos o compromisso de atender o público. Fizemos uma mudança durante a madrugada para não desabastecer a população” disse o funcionário ao jornal.

Funcionando há cerca de 20 anos em Inhaúma, o supermercado tem ao menos 50 funcionários na unidade. O diretor logístico conta que “nunca houve algo assim”.

Correria

Uma moradora que preferiu não se identificar, mora há cerca de dois anos perto do mercado. A auxiliar de serviços gerais, de 59 anos, disse que estava na janela de casa, pouco depois das 20h30, quando viu uma correria e chegou a pensar que havia acontecido algum tiroteio.

“Não sabia que estava sendo saqueado. Da janela de casa, vi o pessoal correndo e pensei que fosse um maluco que estava atacando ou atirando aqui. Esse saque foi por volta de 20h30. Só agora de manhã que soube o que aconteceu”, disse a auxiliar de serviços gerais a O Globo.

De acordo com a Polícia Militar, equipes do 3° BPM (Méier), também na zona norte, foram acionadas para checar a situação. Com a chegada dos policiais, diversas pessoas fugiram do local, mas não houve prisões.

Equipes das Rondas Especiais e Controle de Multidões (Recom) foram encaminhadas para a região. O Metrópoles tenta contato com o supermercado, mas ainda não obteve retorno.

Por Daniele Dutra - Metrópoles

Nenhum comentário