Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Dono de loja onde bateria de celular explodiu: “Ficamos desesperados”

Segundo Wesley Gomes, na hora da explosão, funcionários não lembraram do extintor de incêndio: "Ficamos assustados com a altura do fogo"



A explosão da bateria de celular em uma loja de eletrônicos em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiás, deixou o dono do estabelecimento e seus funcionários desesperados. Wesley Gomes, de 30 anos, afirmou que ninguém pensou em pegar um extintor de incêndio após o aparelho explodir e pegar fogo.

Apesar do grande susto, ninguém ficou ferido no incidente. Cinco funcionários estavam próximos da mesa onde a bateria de celular explodiu. O caso aconteceu na última quarta-feira (1°/12), na loja Tudo Cell, no setor Cidade Livre.

“Nós ficamos desesperados, nem lembramos do extintor de incêndio. O fogo foi muito alto”, disse Wesley em entrevista ao Metrópoles.

Apesar do grande susto, ninguém ficou ferido. O profissional de assistência técnica afirmou que nunca tinha visto uma explosão desse tamanho. Segundo Wesley, o dono do celular levou para a loja o aparelho, que era um Moto G6, da fabricante Motorola, com a bateria muito inchada.

“A bateria já estava inchada e como era integrada ao aparelho, ou seja, não saía sozinha, tivemos que colocar na máquina para abrir. Nesse momento ela explodiu. Isso já tinha acontecido outras duas vezes, mas nunca tinha sido desse jeito. O barulho foi assustador”, disse.


O incidente foi gravado por uma câmera de segurança da loja, que mostrou o momento da explosão do aparelho. Wesley atua na área de assistência eletrônica há sete anos e diz que essa não foi a primeira vez que viu uma bateria de celular explodir próxima a ele.

De acordo com o dono da loja, todos os episódios envolvendo explosão foram com celulares da Motorola. Ele afirma ainda que a utilização do dono do aparelho influencia bastante no funcionamento do celular e na prevenção deste tipo de acidente.

Bateria da marca

Conforme explicação de Wesley, a explosão do celular aconteceu devido às características das baterias usadas pela marca. O empresário ainda exemplificou o que ajuda a sobrecarregar o aparelho e que, eventualmente, pode gerar incidentes como esse.

“Alguns celulares dessa marca usam uma bateria com compostos diferentes do lítio, que é o material mais comum e seguro atualmente. Juntando o material diferente da bateria com o mal uso do proprietário, como usar o telefone enquanto ele ainda está carregando, deixar embaixo do travesseiro, usar o carregador inadequado, tudo isso pode gerar uma sobrecarga e danificar o aparelho, causando possíveis explosões”, explicou.

Por Laura Braga - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.