Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

OPERAÇÃO ANULLARE: Polícia Civil deflagra a maior operação contra uma organização criminosa no Ceará

Após a prisão de Valeska Pereira, conhecida como “Majestade”, a polícia fez uma mapeamento de todos os integrantes da organização criminosa ...

Após a prisão de Valeska Pereira, conhecida como “Majestade”, a polícia fez uma mapeamento de todos os integrantes da organização criminosa

 

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Ceará, realizada nesta sexta-feira (19), busca desarticular uma quadrilha de atuação em todo estado do Ceará. Ao todo estão sendo  800 mandados, sendo 358 de prisão e 455 de apreensão. Pelo menos 161 pessoas foram presas. Essa megaoperação acontece depois que foi realizada a prisão de  Valeska Pereira Monteiro, popularmente conhecida como “Majestade”.
 
Um dos suspeitos resistiu à prisão, iniciou uma intensa troca de tiros com a polícia, e foi alvejado com um tiro no pescoço. Ferido, ele foi encaminhado para o Hospital Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza.
 
Segundo informações da polícia, "Majestade" foi surpreendida e presa quando estava de férias em Gramado, no Rio Grande do Sul. A partir da sua prisão, os investigadores fizeram uma mapeamento para identificar os demais integrantes da organização criminosa.
 
O delegado-geral da Polícia Civil, Sérgio Pereira, revelou algumas informações até desencadear a operação. "A investigação foi iniciada através da captura de um alvo de uma liderança de outro estado e a investigação evoluiu. A Draco identificou quem eram as pessoas que exerciam comando dentro desta organização. Nós temos alvos em todo o estado Fortaleza, Região Metropolitana, Interior Norte e Interior Sul e em Pernambuco. Também foram localizados lá", disse.
 
De acordo com o secretário da Segurança do Ceará, Sandro Caron, as forças policiais chegam ao "segundo escalão" da facção com a operação realizada nesta sexta. “Estamos então prendendo todo o chamado segundo escalão, ou seja, são os gerentes, as pessoas que estavam na rua comandando diretamente as ações criminosas desses grupos", afirmou.
 
A operação batizada "Anullare" foi desencadeada em Fortaleza e outros 50 municípios do Ceará, além de Pernambuco. Essa é a maior operação do estado do Ceará no combate a uma organização criminosa, de acordo com a Polícia Civil do Ceará.
 
FÉRIAS FRUSTRADAS
 
Valeska Pereira Monteiro, a “Majestade”, foi presa no dia 26 de agosto, durante o cumprimento de um mandado de prisão contra ela e encaminhada para Fortaleza.
 
A jovem já tem um extenso histórico policial por roubo, associação criminosa, crime contra a fé pública e tráfico de drogas. As investigações apontaram que “Majestade” é suspeita de realizar a contabilidade e distribuição de áreas do tráfico de drogas em Fortaleza e na Região Metropolitana.
 
O delegado-geral-adjunto da Polícia Civil do Ceará, Márcio Rodrigo Gutiérrez revelou que “Majestade” vinha sendo monitorada desde o final de 2020 e estava foragida da justiça, desde abril, quando rompeu a tornozeleira eletrônica. Ainda de acordo com o delegado, mesmo à distância ela continuava comandando tráfico no estado do Ceará.
 
"Identificamos que ela continuava com o seu poder de organização, de deliberação e de decisão. E uma dessas decisões é exatamente essa de distribuição dos territórios para que integrantes do grupo pudessem estabelecer seus comércios de drogas", revelou Gutierrez.
 
Desde 2014, a jovem já tinha sido presa por comandar uma quadrilha que roubava casas e estabelecimentos comerciais em Fortaleza.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário