Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

CEO da Epic Games volta a detonar Apple e Google durante evento

Tim Sweeney Fotógrafo: Nina Riggio / Bloomberg O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, voltou a criticar duramente Apple e Google, que são alvos d...

Tim Sweeney Fotógrafo: Nina Riggio / Bloomberg

O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, voltou a criticar duramente Apple e Google, que são alvos de processos movidos pela desenvolvedora por causa do jogo Fortnite. Segundo a Bloomberg, as novas declarações foram dadas durante uma conferência realizada na Coreia do Sul sobre ecossistemas de aplicativos. O país virou referência no combate a atividades anticompetitivas das gigantes da tecnologia ao aprovar uma lei recente que limita o poder da dupla no mercado mobile.

"A Apple trava um bilhão de usuários em uma única loja e sistema de pagamento. Agora, ela é complacente com leis opressoras de países estrangeiros, que vigiam os usuários e privam eles de direitos políticos. Mas a Apple está ignorando as leis aprovadas na democracia da Coreia do Sul. A Apple precisa ser parada", afirmou o CEO, que defende a criação de uma loja unificada e mais aberta para todas as plataformas.

Sobrou também para a Google
Na fala, Sweeney ainda citou que o Google é "maluco" ao cobrar taxas até mesmo de pagamentos que não são processados diretamente pelo Android, e se disse orgulhoso de estar junto da Coreia do Sul na luta contra os monopólios.

Tanto Apple quanto Google foram processadas pela Epic Games por banirem Fortnite de seus respectivos ambientes mobile. O jogo tentou burlar as políticas internas de microtransações do Android e iOS para evitar o pagamento das taxas obrigatórias nas lojas digitais.

O julgamento do caso envolvendo a Maçã já aconteceu e o veredito foi mais favorável para a gigante, mas a Epic Games conseguiu forçar algumas mudanças no sistema de pagamentos do iOS. O caso ainda segue em fase de recurso.

Por Nilton Kleina - Tecmundo

Nenhum comentário