Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Após receber depósito por engano no valor de quase R$ 1 milhão de reais, agricultor devolve ao banco

“Tive a sensação de um dia ser milionário, né? Passei o cartão e transferimos. Ficou tudo certo”, contou Quando o gerente de uma agência ban...

“Tive a sensação de um dia ser milionário, né? Passei o cartão e transferimos. Ficou tudo certo”, contou



Quando o gerente de uma agência bancária perguntou ao Sr. Nestor, um pequeno agricultor de Arroio do Meio, município do Rio Grande do Sul, se ele estava disposto a devolver a quantia de R$ 861 mil, ele não teve a menor dúvida em responder: “Não é meu, não quero”.
 
Essa foi a reação deste homem do campo ao chegar no banco, após receber uma ligação do gerente, no início de novembro, pedindo que ele fosse à agência com urgência. Para sua surpresa ele havia recebido, por engano, um depósito no valor de R$ 861 mil.
 
“Ele [o gerente] me convidou para ir urgentemente à agência bancária. Eu quis saber o motivo, e ele não quis revelar, [disse] que se tratava de um assunto muito sério. Eu fiquei desconfiado de que era um problema na minha conta”, contou  em entrevista à RBS TV.
 
Perguntado o que sentia sobre essa experiência de ganhar na loteria por um dia, ele falou sobre o assunto.
 
 “Tive a sensação de um dia ser milionário, né? Passei o cartão e transferimos. Ficou tudo certo”, revelou.
 
Não demorou muito para a atitude nobre do agricultor chamar a atenção dos moradores da cidade, onde ele passou a ser chamado como o “ex-milionário”.
 
O professor Cristiano Silva, morador de Arroio do Meio, comentou sobre a atitude do Sr. Nestro.
 
“O ex-milionário de Arroio do Meio. A gente fica muito feliz porque a gente ainda vê um ato de honestidade na humanidade”, opinou.
 
“Essa atitude fez dele uma pessoa grande”, completou a aposentada Marli Nos.
 
Vale lembrar que no ano de 2002, o pequeno agricultor também passou por uma situação semelhante, porém com uma quantia de menor valor. Na ocasião, ele recebeu R$ 12 mil reais de um frigorífico onde ele trabalhava, quando o valor correto seria de R$ 1,2 mil. Na oportunidade, Nestor também demonstrou sua honestidade e devolveu o dinheiro  excedente.
 
O Sr. Nestor, que vive com a esposa e filha e juntos trabalham na criação de aves e gado em sua propriedade em Picada Arroio do Meio, revelou que no momento certo vai tirar a sorte grande.
 
“Um dia dá certo, por via certa. Eu estou marcado para isso”, completou.


Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário