Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Repasse garantido para 5 mil novos estudantes do Probem

Investimento do Governo de Goiás, só no segundo semestre de 2021, é de R$ 38,7 milhões. Benefício, que pode ser parcial ou integral, varia e...

Investimento do Governo de Goiás, só no segundo semestre de 2021, é de R$ 38,7 milhões. Benefício, que pode ser parcial ou integral, varia entre R$ 650 e R$ 5.800, e contempla universitários em situação de vulnerabilidade social


O governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, assinaram termo de adesão de 5 mil novos bolsistas ao Programa Universitário do Bem (Probem), nesta quinta-feira (26). O benefício é destinado aos acadêmicos em situação de vulnerabilidade social.

“O repasse está garantido”, disse Caiado ao enfatizar que a inclusão desses estudantes representa o início de um novo ciclo. Para isso, foi necessário renegociar uma dívida de R$ 76 milhões deixada pela gestão anterior, da então Bolsa Universitária, e formatar o processo de seleção.

“Não tem mais aquela bolsa política. A bolsa agora é responsabilidade, compromisso, cidadania e respeito aos jovens do Estado de Goiás”, destacou o governador durante solenidade à noite no Teatro Goiânia.

Com o remodelamento, a adesão ocorre por meio de avaliação social e critérios do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do governo federal. O Probem, que até então atendia cerca de 5 mil estudantes em todo o Estado, agora dobra a quantidade e atinge a marca de 10 mil. O governador deu conselhos aos universitários: “Estudem. Não existem atalhos. Quem tem competência terá sucesso na profissão. Vai melhorar a sua qualidade de vida e a da família. Também sejam solidários e tenham amor ao próximo”.

A solenidade concretizou a concessão de 4 mil bolsas parciais, com custeio de 50% do valor da mensalidade, e outras mil integrais que vão cobrir 100% da mensalidade. Para a maioria dos cursos, o benefício parcial pode chegar a R$ 650 e o integral a R$ 1.500. Já para alunos de Medicina e Odontologia, as bolsas serão de R$ 2.900 (parcial) e R$ 5.800 (integral). “O que nós temos, nós investimos pesado na educação”, disse o governador.

Devido à pandemia, apenas 150 universitários foram ao evento, no Teatro Goiânia. O restante assistiu a solenidade de casa, via transmissão pelo YouTube da OVG, que ultrapassou a marca de 4,6 mil visualizações simultâneas. Eles assinaram o termo de adesão ao programa via QR Code, disponibilizado na tela. O ato é necessário para o recebimento da bolsa de estudos. O evento foi apresentado pelo jornalista Fred Silveira, teve sorteio de 20 smartphones, 10 bolsas integrais e quatro parciais para cursos de idiomas e ainda uma palestra de Diogo Moschcovitch, que é mestre e doutor em Filosofia, sobre carreiras e profissões do futuro.

Salete Freitas Nascimento, de 26 anos, é uma das beneficiadas. “Sou a única pessoa em casa que faz um curso superior. Todo mundo está colocando expectativa nisso!”, afirmou a estudante de Administração. Já Helizelson da Silva Monteiro tem 44 anos e está no segundo ano de Jornalismo. A bolsa de estudos, disse, vai garantir a realização do sonho de ter um diploma superior. “O Probem é uma excelente oportunidade para estudantes que querem buscar algo focado numa vida melhor, numa sociedade mais justa”, relatou o bolsista.

Probem

Sancionado no dia 05 de janeiro pelo governador Ronaldo Caiado, o Probem foi desenvolvido para democratizar o acesso à bolsa de estudo para o ensino superior ao usar um banco de dados nacional, o CadÚnico, que identifica as famílias mais vulneráveis em cada um dos municípios goianos. A iniciativa tem foco em promover a inclusão ao ensino superior à faixa mais carente da população goiana.

Para o segundo semestre, o investimento do governo estadual no Probem é de R$ 38,7 milhões. Na primeira metade de 2021, foram destinados R$ 20,4 milhões. A primeira-dama afirmou que os universitários representam a “aposta do Governo de Goiás e da OVG no futuro do Estado”. A adesão ao programa representa o ingresso num banco de oportunidades, disse. “Se preocupem com os livros, artigos científicos, provas, trabalhos. Mas vão além. Se preocupem também com a formação social e humana”, recomendou Gracinha.

Sobre a dívida herdada da gestão anterior, e que foi renegociada por Caiado, somente em 2021 o Governo de Goiás liberou R$ 29,4 milhões para quitação das parcelas deste ano. Em paralelo, a OVG passou a garantir vagas para bolsistas do Probem por meio de avaliação multidimensional, ao considerar a condição de vida da família do estudante em aspectos como qualidade da moradia, dificuldade de acesso à educação, entre outros. “É uma felicidade que, depois de tanto tempo para acertar todas contas, conseguimos realizar o processo seletivo. Sejam bem-vindos”, comentou a diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado.

Presença

Participaram do evento o vice-governador Lincoln Tejota; a primeira-dama de Goiânia, Thelma Cruz; os secretários de Estado Wellington Matos (Desenvolvimento Social), Bruno D'Abadia (Administração) e Tony Carlo (Comunicação); o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Robson Domingos Vieira; e o superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Antônio Carlos de Souza Lima Neto.

Ainda marcaram presença os diretores da OVG Rúbia Prado (Programas Especiais), Thomas Marcelo (Administrativo e Financeiro) e Jeane de Cássia Abdala (Ações Sociais); o presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Educação Superior do Estado de Goiás (Sesmeg), Jorge de Jesus Bernardo; o assessor especial da Governadoria, Paulo Magalhães; o secretário municipal de Educação, Wellington Bessa; e o chefe de gabinete da Secretaria de Estado da Educação, Lucca Perdigão, representante da secretária Fátima Gavioli.

Fonte: Secretaria de Comunicação- Governo de Goiás

Nenhum comentário