Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Carlinhos Maia é condenado a pagar R$ 30 mil por rabiscar quadro de hotel

Humorista desenhou sobre pintura da artista plástica Lau Rocha Carlinhos Maia foi condenado pelo juiz Cristiano José Macedo Costa, da 11ª Va...

Humorista desenhou sobre pintura da artista plástica Lau Rocha


Carlinhos Maia foi condenado pelo juiz Cristiano José Macedo Costa, da 11ª Vara Cível de Aracaju, a pagar R$ 30 mil por rabiscar um quadro da artista Lau Rocha, em um hotel da capital de Sergipe.

O caso ocorreu em outubro de 2019, quando o influenciador digital estava na capital sergipana e resolveu ‘brincar’ com um quadro no quarto de hotel em que ficou hospedado.

O humorista afirmou via stories do Instagram que ficou assustado com a obra de arte de uma mulher sem rosto segurando um buquê de flores, e desenhou com caneta, olhos e boca na imagem, enquanto era filmado por seu marido Lucas Guimarães. 

Em seguida, Carlinhos postou uma foto com a legenda e declarou: "Os hóspedes desse hotel vão me agradecer". 

“Além da violação da honra, tem a questão do direito autoral. O juiz analisou o caso dentro dessa perspectiva”, disse o advogado da autora do quadro, Felipe Ribeiro. 

De acordo com as informações do G1, o direito de modificação é uma prerrogativa exclusiva do autor da obra. 

A dona da rede de hoteleira, que também é ré na ação, além da condenação pelo valor, deverá devolver o quadro à artista.

 Nas redes sociais, Lau comemorou a decisão judicial: "Quero registrar que foi feita justiça no caso da vandalização de obra de arte de minha autoria, com sentença que condenou os responsáveis ao pagamento de indenização e devolução do quadro".

"Embora ainda caiba recurso, essa decisão é uma vitória importante, que exalta o respeito a quem produz a arte que livra da ignorância. A quem esteve ao meu lado nessa caminhada, deixo meu agradecimento afetuoso.".
Lau Rocha

Na web, o comediante, mais uma vez, se desculpou pelo ocorrido: “Galera sobre o quadro! Fica a lição pra mim e para todos: Mesmo que a obra tenha sido comprada há anos, você não pode desenhar em cima, mesmo com a autorização de quem pagou pelo quadro, “como foi meu caso”! Mais uma vez fica minhas desculpas", disse Maia.

Por Douglas Lima - Correio Braziliense

Nenhum comentário