Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

BARBÁRIE! Cinco homens são presos após estuprar menina indígena e jogá-la de penhasco

Um dos suspeitos era tio da vítima que foi obrigada a tomar cachaça pura Um crime com requintes de crueldade chocou moradores da cidade de D...

Um dos suspeitos era tio da vítima que foi obrigada a tomar cachaça pura


Um crime com requintes de crueldade chocou moradores da cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, depois que uma menina indígena de 11 anos morreu, na madrugada da última segunda-feira (9), após ser estuprada por cinco homens.
 
Como se não bastasse, os criminosos depois de consumar o ato, arremessaram a criança de  um penhasco com aproximadamente 20 metros de altura. O crime foi registrado na aldeia Bororó.
 
Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, o corpo da vítima foi localizado no meio das pedras. A menina estava sem roupas e apresentava diversas escoriações, incluindo uma laceração na perna direita, muito possivelmente provocada pela queda.
 
Ainda de acordo com a polícia, os autores dessa barbárie, entre eles três adolescentes, confessaram o crime. Um dos suspeitos era tio da vítima. Os cinco homens foram presos e encontram-se à disposição da Justiça. Eles vão responder por homicídio qualificado, feminicídio e estupro de vulnerável.
 
Durante depoimento, eles revelaram que planejavam levar a menina ao penhasco para cometer os abusos. Antes disso, eles obrigaram a criança a ingerir cachaça pura. Dois dos adolescentes pegaram a vítima à força e  levaram para o desfiladeiro.
 
Eles abusaram da menina várias vezes, que gritava por socorro, conforme relato dos próprios agressores. Sem forças, ela acabou desmaiando.
 
“Durante a barbárie, o tio da vítima chegou ao local e também participou do crime. […] Quando a vítima começou a recobrar a consciência, voltou a pedir socorro e disse que ia denunciar os autores. Por isso, eles decidiram jogá-la no penhasco, para não serem descobertos”, revelou a polícia.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário