Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Policiais da 5ª DP prenderam um homem que usava seu estabelecimento comercial para vender drogas

Aproximadamente 30 dias após as investigações começarem, policiais da 5ª DP efetuaram a prisão do traficante Segundo informações da Polícia ...

Aproximadamente 30 dias após as investigações começarem, policiais da 5ª DP efetuaram a prisão do traficante


Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o criminoso é proprietário de um quiosque situado em frente a Defensoria Pública do Distrito Federal e ao lado do HRAN. As investigações iniciaram após o recebimento de denúncias anônimas indicando a existência de uma “boca de fumo” nas proximidades da Defensoria Pública.

Ainda segundo a polícia, após chegar informações sobre o tráfico que estaria acontecendo na região, foram realizadas diligências e iniciou-se o monitoramento do local identificado. Durante o monitoramento foi possível perceber a alta movimentação de moradores de rua no local, sendo certo que muitos deles iam até o local carregando cestas básicas e outros objetos.

Foi apurado que muitos dos “clientes” do estabelecimento comercial mantinham breve contato com o proprietário e saíam do local carregando um pequeno guardanapo ou um pequeno copo de café. Segundo o que foi apurado o traficante utilizava seu negócio para encobrir a negociação de drogas, comercializando o entorpecente, principalmente Crack e entregando a droga enrolada em guardanapos ou junto do copo de café, de forma a não demonstrar a negociação ilícita.

Foram feitas imagens do local e nesta quarta-feira (9), foi possível realizar a prisão do criminoso, após comercializar uma porção de crack a um usuário abordado e identificado. Após a prisão foi confirmado por testemunhas que o preso costumava receber cestas básicas de moradores de rua em troca de crack, sendo certo que os alimentos recebidos eram utilizados para produção de refeições que seriam comercializadas no seu comércio.

Por Francisco Gelielçon
#EstruturalOnLine

Nenhum comentário