Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

CLDF aprova criação da Universidade do DF

O Projeto de Lei Complementar foi aprovado em dois turnos e agora segue à sanção do governador; 40% das vagas da nova universidade serão des...

O Projeto de Lei Complementar foi aprovado em dois turnos e agora segue à sanção do governador; 40% das vagas da nova universidade serão destinadas a alunos que concluíram a educação básica integralmente na rede pública


Os deputados distritais aprovaram o projeto de lei complementar (PLC) nº 34 que determina a criação da Universidade do Distrito Federal (UnDF). Idealizado pelo Executivo, o projeto foi aprovado, nesta quarta-feira (23/6), em dois turnos e segue agora para a sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB).

De acordo com a assessoria da Câmara Legislativa do DF (CLDF), a medida é até então inédita, já que o DF seria uma das quatro unidades da Federação que não possui uma faculdade distrital, uma vez que, a Universidade de Brasília (UnB) é federal.

“A universidade distrital é um compromisso do nosso governo com a educação pública, mas principalmente com a juventude. Hoje é um grande dia para todo o Distrito Federal”, disse o governador Ibaneis Rocha após saber do resultado da votação.

A UnDF terá o mesmo sistema de ingresso que já há na Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) e na Escola Superior de Gestão (ESG), ou seja, 40% das vagas da universidade serão destinadas a alunos que concluíram a educação básica integralmente na rede pública. Além disso, o sistema de cota racial previsto na Lei Distrital nº 3788/2006, também será atendida.

O número de vagas a serem ofertadas ainda não foi definido. Com relação ao local onde a UnDF será erguida, inicialmente, está previsto para ser construída no Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC), localizado na Granja do Torto, mas deverá haver campus em outras regiões administrativas.

Os cursos a serem oferecidos, num primeiro momento, são nas áreas das ciências da saúde e humanas, cidadania e meio ambiente; gestão governamental de políticas públicas e de serviços; educação e magistério; letras, artes e línguas estrangeiras modernas; ciências da natureza e matemática; educação física e esportes; segurança pública e defesa social; engenharia e áreas tecnológicas de setores produtivos e arquitetura e urbanismo.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário