Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Slider

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Escolas públicas do DF adotam medidas de segurança contra a covid-19 para retomar aulas presenciais

Uma das ações será a utilização de termômetros para aferir da temperatura de seus alunos antes de adentrarem as escolas; Profissionais da sa...

Uma das ações será a utilização de termômetros para aferir da temperatura de seus alunos antes de adentrarem as escolas; Profissionais da saúde podem agendar vacina até esta terça (25)


O retorno das aulas presenciais deve ocorrer em agosto, caso as expectativas da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE-DF) se concretizem. As 686 unidades de ensino da rede pública do DF já começam os preparativos para essa retomada. Junto com a vacinação dos professores, que já começou com os profissionais das creches, já está sendo preparada a implantação de termômetros para aferição da temperatura de seus alunos antes desses entrarem nas escolas, como já acontece nos espaços comerciais.

O edital do pregão eletrônico que irá permitir a comprar dos equipamentos já foi publicado no Diário Oficial do DF desta segunda-feira (24/5). O valor total estimado da aquisição é de R$ 332,6 mil. 

Pelos cálculos da SEE-DF, cada termômetro pode medir a temperatura dos alunos no prazo de 5 segundos, sendo assim, a pasta acredita que, em 30 minutos, será possível medir a temperatura de 180 pessoas. Ainda, segundo a pasta, quanto maior o número de estudantes, mais termômetros a escola receberá.

Além dos alunos, também terão a temperatura medida, os professores, servidores da carreira assistência, trabalhadores terceirizados e os demais que precisam circular nos ambientes escolares, além daqueles que atuam nas regionais de ensino e sedes administrativas.

O cronograma e a forma de entrega às unidades serão divulgados posteriormente.

Saúde

A Secretaria de Saúde do DF (SES-DF) começa, nesta terça-feira (25/4), o agendamento para vacinação contra a covid-19 dos profissionais de saúde que possuem registro em conselhos de classe ou entidades representativas. O agendamento para os trabalhadores cujos nomes constam na lista recebida pela Secretaria de Saúde pode ser feito por meio de site específico.

“Os conselhos de classe devem encaminhar os dados corretos para cadastro, como nome e CPF, pois muitos órgãos estão encaminhando informações incompletas, o que inviabiliza o agendamento por parte do profissional”, explica a subsecretária de Planejamento em Saúde do DF, Cristiane Braga.

Aquele profissional que tenha dificuldades em relação ao CPF, a orientação é que entre em contato com SES-DF, via internet, para registrar na ouvidoria o relato ocorrido.

Por redação Estrutural on-line

Nenhum comentário