Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Slider

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Creches devem voltar com atendimento presencial em julho no DF, diz Ibaneis

Os profissionais das creches já começaram a ser vacinadas contra a covid-19; aulas presenciais das escolas estão programadas para recomeçar ...

Os profissionais das creches já começaram a ser vacinadas contra a covid-19; aulas presenciais das escolas estão programadas para recomeçar em agosto 


O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse, nesta terça-feira (25/4), que as creches, privadas e públicas, deverão retomar as atividades presenciais em julho. O retorno das atividades foi especulado depois que o Secretaria de Saúde local começou a vacinação de todos os profissionais que atuam em creches no DF. 

Ibaneis explicou que o retorno das aulas nas creches é uma forma de preparar para o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas, previstas para retomarem em agosto. “Para que, no mês de agosto, a gente possa reabrir as nossas escolas”, afirmou Ibaneis ao falara sobre a  importância da vacinação dos profissionais de educação infantil. 

A fala do governador foi feita na região administrativa de Ceilândia, onde o mandatário esteve para assinar ordem de serviço da primeira etapa de revitalização da Avenida Hélio Prates e para inauguração do hospital de campanha para pacientes com covid-19. 

“A pandemia continua, e o sentimento que nós temos é de que a população não se alertou. O número de casos está elevado. As áreas da cidade estão lotadas”, lembrou o governador. Atualmente, 162 pessoas estão internadas com Covid-19 no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

O governador falou ainda sobre a renovação do Hospital de Campanha da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e explicou que a Secretaria de Saúde está trabalhando para que haja a renovação, que, segundo Ibaneis, deve ocorrer ainda hoje. 

Por fim, Ibaneis disse que, no momento, o corpo técnico da Secretaria de Saúde do DFl não encontrou motivos para fazer barreira sanitárias para a nova cepa do coronavírus indiana que entrou no Brasil pelo estado do Maranhão. 

“Sigo as orientações dos técnicos. Se for necessário, vamos trabalhar junto à Anvisa para fazer a barreira. O monitoramento está sendo realizado pela Saúde”, afirmou. 

Veja aqui o plano de imunização dos profissionais da educação do DF. 


Por redação Estrutural on-line

Nenhum comentário