Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Secretaria de Obras do DF diz que 60% das obras no Setor de Rádio e TV Sul já foram concluídas

Alguns trechos estão quase concluídos, como as calçadas viradas para a Avenida W3 Sul, próximas ao edifício Assis Chateaubriand; depois das ...

Alguns trechos estão quase concluídos, como as calçadas viradas para a Avenida W3 Sul, próximas ao edifício Assis Chateaubriand; depois das obras concluídas, trafego de veículos pelo local só será permitido até 30 km/h


A Secretaria de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal informa que as obras do Setor de Rádio e TV Sul estão com 60% da construção concluída. A obra, que foi uma das metas do governo de Ibaneis Rocha (MDB) junto com a reforma da W3 Sul e do Setor Comercial Sul, visa à revitalização da área que desde sua fundação não passa por reformas relevantes.

No rol das intervenções que estão sendo feita na região está assentamento de placas de concreto, execução de calçadas, drenagem, aplicação de capa asfáltica, entre outros serviços. Depois de concluída, segundo a pasta, a obra deve beneficiar cerca de 40 mil pessoas que diariamente passam pelo local.

“Há muito o local precisava passar por ampla reforma. O projeto já existia, mas, como muitos outros, estava parado, sem previsão de execução. O que fizemos foi resgatar essa demanda, atualizar o projeto via Seduh [Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação] licitar e transformar essa importante obra em realidade”, diz a secretária de Obras e Infraestrutura, Janaína Chagas.

Ao detalhar as ações que estão sendo realizadas no Setor a pasta destaca a construção de 20 mil m² de novas calçadas, a instalação de 130 bancos e o plantio de 80 espécies de árvores para garantir sombra na região. Ainda de acordo com a Secretaria, as calçadas serão largadas, com o mínimo de 1,5m e o máximo de 8m, seguindo os moldes dos novos passeios da Avenida W3, com piso pré-moldado de 40 centímetros quadrados.

Outra novidade para a região é a implantação do programa Zona 30, como já ocorre no Setor Hospitalar Sul, onde a velocidade de veículos pelo local não pode ultrapassar 30 km/h, o que permite mais segurança aos pedestres e ciclistas que transitam pela área.

Veja abaixo o que está sendo feito na região:

Assentamento de placas de concreto tipo fulget de 40×40 e execução de calçadas em concreto semipolido;
Drenagem: novas redes e ramais, bocas de lobo e caixas de passagem para águas pluviais;
Aplicação de capa asfáltica em todas as vias;
Execução de travessias elevadas em concreto;
Execução de rampas de acesso às garagens, em concreto;
Ampliação e criação de áreas de calçadas, para ampla acessibilidade;
Instalação de pisos táteis direcionais e de alerta;
Execução de golas de árvores para plantio de mudas e para preservação das árvores existentes;
Criação de novas áreas de estacionamento em piso intertravado e piso asfaltado nas áreas de estacionamento já existentes;
Instalação de balizadores a fim de evitar que os veículos estacionem nas calçadas.

Nenhum comentário