Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin
Banner-DFlash

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Estrutural e mais duas RA's vão receber nova unidade do Conselho Tutelar, informa Sejus

Cada unidade terá espaço terá local para desenvolvimento das atividades de atendimento a crianças, adolescentes e suas famílias; veja as nov...

Cada unidade terá espaço terá local para desenvolvimento das atividades de atendimento a crianças, adolescentes e suas famílias; veja as novas unidades em formato 3D


O Distrito Federal vai contar com mais três unidades de Conselhos Tutelares. Isso porque a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) publicou, nesta semana, a portaria conjunta com o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA) viabilizando assim crédito orçamentário para a construção das novas unidades que serão implantadas em Estrutural, Sol Nascente/Pôr do Sol e Santa Maria.

As novas unidades vão ser edificadas dentro do modelo Projeto Modelo do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Assim, cada espaço terá local para desenvolvimento das atividades de atendimento a crianças, adolescentes e suas famílias, incluindo, parque recreativo de areia, salas próprias para conselheiros tutelares, salas e banheiros com acessibilidade, além de sala de reunião e estacionamento.

“A união da sociedade civil e do governo viabilizará melhores condições de atendimento de meninos, meninas e suas famílias e o trabalho desenvolvido pelos conselheiros tutelares na promoção e defesa de direitos”, garante a subsecretária de Políticas para Crianças e Adolescentes da Sejus, Fabiana Gadelha. 
De acordo com a Sejus, a escolha das regiões administrativas para receber as novas unidades se deu após análises do nível do aumento da vulnerabilidade de crianças, adolescentes e suas famílias na Estrutural e Santa Maria. No caso de Sol Nascente/Pôr do Sol, a nova unidade será o primeiro espaço público construído na região depois que ela foi desmembrada de Ceilândia.
 
Vale ressaltar que os conselheiros tutelares tem entre suas atividades o atendimento a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade ou violação de direitos; a promoção e incentivo, na comunidade e nos grupos profissionais, ao desenvolvimento ações de divulgação e treinamento para o reconhecimento de sintomas de maus-tratos em crianças e adolescentes; e também a função de destinar à autoridade judiciária os casos de sua competência.

Assista vídeo do projeto em 3D.


Veja aqui a íntegra da Porta Conjunta.

Por redação Estrutural on-line

Nenhum comentário