HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin
Banner-DFlash

Últimas notícias

latest
Banner-armaz-m-dos-m-veis

Com contrato assinado o DF ganhará uma nova escola técnica

Empresa vencedora da licitação para construção é a Alcance Engenharia e obras ficarão prontas dentro de 16 meses Já está assinado o contrato...

Empresa vencedora da licitação para construção é a Alcance Engenharia e obras ficarão prontas dentro de 16 meses


Já está assinado o contrato para início das obras da escola técnica na Quadra 01, Conjunto A, do Paranoá. Os trabalhos ficarão a cargo da Alcance Engenharia de Construção e tem prazo de conclusão de 16 meses. Dezenas de empregos serão gerados.

Os cursos ofertados serão definidos posteriormente. A rede pública de ensino do Distrito Federal já conta com 13 unidades escolares que ofertam educação profissional e tecnológica em funcionamento, entre elas, o Centro de Educação Profissional e Tecnológica de Brazlândia, inaugurado em janeiro de 2021.

O valor do contrato para construção é de R$ 12.300.000,00. Deste, R$ 7.424.984,40 são do FNDE e R$ 4.875.015,60 da Secretaria de Educação

Ainda neste semestre, será inaugurado o Centro de Educação Profissional Escola de Sabores Oscar, no Complexo da República. Já a escola técnica de Santa Maria está em período de construção.

O valor confirmado em contrato para construção é de R$ 12.300.000,00. Deste, R$ 7.424.984,40 é de responsabilidade do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e R$ 4.875.015,60 da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. 

Segundo Victor Hugo, 17 anos, estudante do 2° ano do ensino médio no Centro Educacional Darcy Ribeiro do Paranoá, a expectativa é de uma escola com diversidade na oferta dos cursos. “Com uma escola técnica vamos alavancar a taxa de empregados aqui do Paranoá, os alunos têm uma chance a mais de ter um sucesso profissional”, acrescenta. 

Para atender as expectativas dos estudantes, a estrutura educacional será composta por seis grandes blocos, divididos entre 12 salas de aula, seis laboratórios básicos e dois especiais, biblioteca, área de convivência, quadra, auditório, refeitório, teatro e tudo que o local precisa para ser acessível e completo em 5.557,30 m². 

A educação move sonhos 

Jovem e cheio de planos para o crescimento profissional, Victor Hugo destaca a construção da escola como essencial para o desenvolver de pessoal de muitos estudantes: “Em minha visão, um ensino de qualidade, é o ensino que te prepara para lidar com o futuro e uma escola técnica faz isso com excelência, dando oportunidades e habilidades para os estudantes”. 

Já Eduarda Patrícia Santana, 16 anos, estudante do 2° ano do Centro de Ensino Médio Darcy Ribeiro do Paranoá, a escola técnica promete uma evolução no desenvolvimento educacional. “Com a escola técnica os alunos podem continuar melhor os estudos, pois terão mais oportunidades de emprego ao finalizar os estudos do curso técnico”, conta. 

Com informações da Secretaria de Educação

Nenhum comentário