Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

UBS é reformada para atender até 35 mil pessoas em Ceilândia

Com investimento de R$ 760 mil feito por empresa por meio do BNDES, população conta com unidade de saúde inteiramente reformada A partir des...

Com investimento de R$ 760 mil feito por empresa por meio do BNDES, população conta com unidade de saúde inteiramente reformada


A partir desta sexta-feira (11), a população de Ceilândia, principalmente quem reside nas proximidades da EQNP 13/17, passa a contar com atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS) 8. O prédio, que não passava por reforma desde 1981, foi totalmente revitalizado para atender até 35 mil pessoas por mês. Cerca de R$ 700 mil foram investidos pelo grupo Ambev – que, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), patrocinou a reforma do espaço (confira no vídeo abaixo).

Durante oito meses, tempo em que duraram as obras, a população foi atendida em outra UBS, a de número 11, em Samambaia. A espera pela reabertura da nova UBS valeu a pena: agora, a unidade conta com seis salas de atendimento, três consultórios odontológicos, farmácia e sala de vacinação, além de um espaço que ganhou obras de acessibilidade e atendimento mais humanizado.

“A atenção primária é a porta de entrada do cidadão no Sistema Único de Saúde (SUS). Tudo se inicia aqui e, depois, se conecta com a rede. Por isso, as UBS são tão importantes, pois são os recursos mais próximos da comunidade”
coordenador de Atenção Primária da Saúde, Fernando Erik Damasceno

Seis equipes de Saúde da Família que trabalham na unidade são responsáveis por atender as dezenas de milhares de pessoas por mês esperadas no local. Da dor de dente aos problemas mais sérios – infarto, por exemplo – a nova UBS está apta para resolver as urgências de quem procurar um profissional de qualidade.

“Em um momento em que a saúde pública tanta necessita, gostaria de reafirmar a alegria da Ambev em poder, por meio do programa Brasília Vida Segura, reforçar nosso compromisso com a saúde do Distrito federal”
Rodrigo Moccia, diretor institucional da Ambev

“A atenção primária é a porta de entrada do cidadão no Sistema Único de Saúde (SUS). Tudo se inicia aqui e, depois, se conecta com a rede. Por isso, as UBS são tão importantes, pois são os recursos mais próximos da comunidade”, explicou o coordenador de Atenção Primária da Secretaria de Saúde, Fernando Erik Damasceno.

“Todo esse espaço renovado faz a diferença para o usuário e também para o servidor. Agora, o trabalho é resgatar o vínculo das equipes com a comunidade, que ficou por alguns meses sendo atendida na outra unidade, e mostrar que nossa UBS está pronta para recebê-la de volta”, completou a superintendente da Região Oeste de Saúde, Lucilene Florêncio.

Parceria e investimento

A UBS 8 de Ceilândia foi construída na década de 1980. O prédio antigo apresentava muitos problemas estruturais e necessitava de uma reforma. Há dois anos a Secretaria de Saúde trabalha junto à Ambev e ao Instituto Tellus – contratado para elaborar o projeto arquitetônico da UBS – providências de capacitação dos servidores e de reestruturação do espaço, para entregar à população de Ceilândia uma unidade adequadamente reformada.

Segundo dados da Ambev, o valor investido na reforma foi de R$ 1,7 milhão, em que R$ 759 mil daquele valor foi empregado em engenharia de obra (o restante do dinheiro cobriu despesas como contratação de pessoal, elaboração dos projetos de engenharia e arquitetura e custos com impostos).

O financiamento veio do BNDES e arcou com os custos da reposição de toda a rede hidráulica e elétrica e da troca do telhado, além da readequação da calçada e da entrada da UBS e a criação de abrigo de resíduos. Toda a unidade ganhou pintura e sinalização novas.

“Em um momento em que a saúde pública tanto necessita, gostaria mais uma vez de reafirmar a alegria da Ambev em poder, por meio do programa Brasília Vida Segura, reforçar nosso compromisso com a saúde do Distrito federal e entregar para a comunidade de Ceilândia uma nova UBS 8”, destacou o diretor institucional da Ambev, Rodrigo Moccia.

O programa é um dos maiores projetos, em toda a América Latina, de promoção do consumo responsável de bebida alcoólica. São mais de 20 pessoas integralmente dedicadas a promover o consumo responsável por meio das secretarias da Mulher, de Educação, de Saúde e de Mobilidade.

Ganhos para a população

Para o vice-governador Paco Britto, a entrega da nova UBS beneficia não apenas a população, mas também os servidores da saúde. “O governador Ibaneis Rocha está fazendo por todo o Distrito Federal, por cada cidade. E fazendo pela população, mas também pelo servidor”, destacou.

De acordo com Paco, o ganho é de todos com a entrega de uma Unidade Básica de Saúde totalmente reformada. “Ganha a população com um novo espaço, bem melhor e com atendimento mais humanizado, porque os servidores também ganham um espaço melhor para seus atendimentos – isso só enriquece o trabalho dessa equipe fantástica que temos na saúde do DF”, completou.

O discurso do vice-governador foi reforçado pelo secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto. “São 35 mil pessoas que terão uma estrutura melhor para serem atendidas e o trabalho da equipe de saúde do DF – profissionais brilhantes, inovadores, que trazem o melhor atendimento para a população”, destacou o gestor. Osnei aproveitou para frisar que a UBS reformada conta com sala de imunização que, segundo ele, consta dos planos da pasta para receber a vacinação contra o coronavírus, assim que a vacina estiver disponível no DF.

A UBS possui sala de vacina abastecida e está em plena campanha de vacinação contra a poliomielite. Tal campanha foi prorrogada para manter as crianças da região integralmente imunizadas.

O deputado distrital Jorge Viana, que atuou na saúde pública como técnico de enfermagem e enfermeiro antes de ser eleito, destacou a importância das UBSs para a população. “Hoje percebemos o quanto o SUS é importante e quanto precisamos dele. O sistema privado não tem capacidade de atender toda a população. O SUS é nosso porto seguro da saúde. A pandemia provou isso. Se todos soubessem da importância do atendimento primário, teríamos pelo menos 50% a menos de pessoas internadas nos hospitais”, enfatizou.

A importância da reinauguração da UBS 8 para a comunidade também foi reafirmada pelo administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí, que elencou algumas das entregas importantes feitas pelo GDF na região administrativa. “Este é o quinto equipamento público entregue neste ano. Fora que o governador Ibaneis entregou 73 leitos que foram integrados ao Hospital Regional de Ceilândia, que atende cerca de 900 mil pessoas. Temos, ainda, a UPA 3 e uma nova UBS para serem inauguradas”, elogiou.

Por LÍVIO DI ARAÚJO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Nenhum comentário