HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest
Continua abaixo do anúncio
Butique-das-utilidades

Doação de cestas básicas beneficia 86 famílias na Cidade Estrutural

Mais de oitenta famílias carentes foram beneficiadas com cestas básicas, na tarde desta segunda-feira  (25), em bairros da Cidade Estrutural...

Mais de oitenta famílias carentes foram beneficiadas com cestas básicas, na tarde desta segunda-feira  (25), em bairros da Cidade Estrutural.

A doação foi realizada pela Fundação Banco do Brasil e Instituto de Cultura Brasileiro, por intermédio da primeira-dama da vice-presidência da República, e contou com o apoio de policiais militares do 15º Batalhão de Polícia Militar.

De acordo com o comandante do 15º Batalhão, major Gleison, as doações atinge dezenas de famílias de todos os bairros da cidade. "As viaturas vão de casa em casa e distribuem ao morador".

Cada família recebeu uma cesta básica composta arroz, feijão, óleo, açúcar, café, macarrão, biscoito, leite e gêneros de higiene pessoal.

As famílias foram selecionadas pelo administrador da cidade, assistentes sociais e coleta de dados por policiais militares, que levaram em consideração o estado de necessidade de cada família.

PMDF muito mais que segurança.



Por: Wallace Ximenes

3 comentários

  1. Como faço pra fazer o cadastro e receber tbm

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz em ver que pessoas estão sendo ajudadas nesse momento complicado. Mais uma vez a polícia dando o exemplo. Você, morador da Cidade Estrutural, pare comprar a ideia de que a Polícia é inimiga da gente. Inimigo da gente é aquele traficante que fica na tua esquina vendendo droga pra molecada e dando mal exemplo pro teu filho. Inimigo aquele desocupado que vai te assaltar de manhã cedo quando você estiver indo trabalhar. Inimigo é o marginal que assalta e depreda ônibus. Esses devem ser vistos como inimigos, pois acabam com a paz e a ordem da nossa cidade. A polícia tem que chegar esculachando vagabundo mesmo, não tem essa de opressão não. Todo castigo pra vagabundo é pouco.

    ResponderExcluir