Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Bolsonaristas seguem em vigília em frente ao QG do Exército

Bolsonaristas dormiram no local. Na manhã desta quarta-feira (2/11), eles fizeram uma oração e combinaram um evento para as 9h


Hugo Barreto / Metrópoles

A chuva na capital federal não impediu que o grupo de apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) se manifestassem contra o resultado das eleições, nesta terça-feira (1º/11), em frente ao Quartel General do Exército, no Setor Militar Urbano (SMU). Os bolsonaristas questionam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no último dia 30 de outubro, quando o petista recebeu mais de 60 milhões de votos.

Na manhã desta quarta-feira (2/11), a reportagem identificou aproximadamente 200 bolsonaristas acampados em barracas verde e amarelo no local.

Nas primeiras horas desta manhã, mais apoiadores do atual presidente da República chegavam para o protesto que iniciou na tarde de terça-feira (1/11), estendeu-se pela madrugada e segue nesta quarta (2). O grupo fez um círculo de orações e os líderes passaram algumas instruções. Às 9h, todos pretendem realizar um ato no local.

“Não peguem pilha. Evitem levar bebidas alcoólicas. Não vamos passar para lá, não vamos entrar na área do Exército. Nós somos uma resistência civil contra isso”, disse um dos manifestantes.

O objetivo do grupo é ficar acampado “até que as Forças Armadas façam uma intervenção federal”. Os bolsonaristas também pedem que seja aplicado o artigo 142 da Constituição Federal, que não autoriza intervenção militar, embora seja nisso que os eleitores de Bolsonaro acreditem. Militares do Exército protegem as dependências do QG a fim de evitar qualquer tentativa de invasão.

Protestos de bolsonaristas pelo país

Desde o fim da noite de domingo (30/10) manifestantes a favor da vitória de Jair Bolsonaro (PL) foram às ruas a fim de reclamarem do resultado da Eleição 2022. O movimento mais evidente desde então tem sido o bloqueio de caminhoneiros em diversas rodovias do Brasil.

As barreiras, no DF, criaram risco de desabastecimento de combustíveis e até mesmo de comida. No entanto, após decisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral e, ainda, ministro do STF, Alexandre de Moraes, a qual autorizou o uso de policiais militares para desobstruirem as estradas, pelo menos as vias do Entorno da capital federal foram liberadas. Veja lista:

BR-020
Km 0
Formosa (GO)
Situação: Liberada

BR-040
Km 24
Luziânia (GO)
Situação: Liberada

BR-040
Km 94
Cristalina (GO)
Situação: Liberada

BR-070
Km 1
Águas Lindas (GO)
Situação: Liberada

BR-080
Km 25
Brazlândia (DF)
Situação: Liberada

BR-251
Km 14,5
Café Sem Troco (DF)
Situação: Liberada

Nesta quarta-feira (2/11), Dia de Finados, pelo território nacional, ainda há 167 bloqueios em 17 estados, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Por Felipe Torres - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.