Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Apontado como chefe de milícia, Marquinho Catiri morre em confronto no Rio de Janeiro

Marquinho Catiri foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e já chegou ao local sem vida


Reprodução

O miliciano Marcos Antônio Figueiredo Martins, conhecido como Marquinho Catiri ou Marquinho do Ouro, morreu neste sábado (19/11) no Rio de Janeiro. Ele é apontado como o chefe de uma milícia que atua na zona oeste da capital e foi atingido durante um confronto com criminosos, de acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo.

A corporação foi acionada para a Comunidade da Guarda, que fica em Del Castilho, zona norte da cidade. No local, os militares encontraram Marquinho Catiri ferido por tiros e o levaram para o Hospital Municipal Salgado Filho, onde ele já teria chegado morto.

Ao G1, a unidade confirmou que Catiri deu entrada na unidade sem vida e que o corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Rio. O miliciano deixava uma casa na qual havia instalado uma academia de ginástica quando foi atingido.

As informações preliminares indicam que ele caiu em uma emboscada armada por um grupo rival de, pelo menos, seis homens. Eles teriam alugado uma casa próxima para monitorar e atacar Marquinho Catiri. Em foto divulgada à imprensa, o miliciano aparece com um ferimento de bala na parte posterior da coxa esquerda.

Em 2018, Catiri foi preso pela polícia quando corria na esteira da academia de um shopping em Del Castilho, na zona norte da cidade. Ele foi solto por um habeas corpus, no mesmo ano.

Por Beatriz Queiroz - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.