Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Policial rodoviário federal é assaltado, leva tiro, cai de viaduto e morre

Informações preliminares dão conta que Bruno Vanzan levou um tiro durante assalto ocorrido em um viaduto do Rio de Janeiro


Reprodução

Um policial rodoviário federal foi baleado por criminosos durante uma tentativa de assalto, na via Transolímpica, na região de Sulacap, no Rio de Janeiro. O policial Bruno Vanzan Nunes, 41 anos, desceu do carro e, após ser atingido por um tiro, acabou caindo no vão de um viaduto. Ele morreu na hora.

Informações preliminares dão conta que Bruno foi vítima de uma tentativa de assalto, quando trafegava pela Transolímpica em um Jeep Renegade. O veículo teria sido abordado por um grupo de criminosos que estavam em um Nissan Kicks. O policial rodoviário federal foi atingido pelos tiros quando desembarcou do carro e os criminosos perceberam que ele estava armado.

O policial não teria tido tempo de reagir e, após ser baleado caiu no vão do viaduto, de uma altura de seis metros de altura. Ainda não há informações sobre a identificação dos suspeitos.

Primeiro colocado
Carioca, Bruno Vanzan Nunes foi o primeiro colocado na última concurso da PRF, em 2003, que oferecia 2,2 mil oportunidades. O policial chegou a ocupar o cargo de diretor de Comunicação Social do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Estado do Rio de Janeiro (SINPRF/RJ).

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que Bruno “sempre se destacou pela competência, eficiência e disponibilidade, durante o período em que exerceu suas funções”.

“Manifestamos solidariedade e destinamos nosso sincero desejo de que Deus dê conforto aos familiares, amigos e colegas neste momento de luto”, disse a corporação.

Bruno estava lotado na 7ª Delegacia, em Resende, e deixa esposa e dois filhos.

Por Carlos Carone e Mirelle Pinheiro - Metrópoles

Um comentário

  1. A bandidagem continua solta bem arma da, é os pluviais morrendo por culpa de uns outros bandidos que não permitem a captura e a caça destes criminosos. Precisamos urgente acabar com essa bandalheira.

    ResponderExcluir

Agradecemos pelo comentário.