Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Vídeo. Acorrentados, mulher e filho são resgatados de cárcere privado

Homem foi preso por manter a mulher e o filho dela em cárcere privado. Caso aconteceu em Peruíbe, litoral de São Paulo



Após denúncia, uma mulher de 32 anos e filho dela, de 4, foram resgatados de uma situação de cárcere privado em Peruíbe, no litoral de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, eles tinham vários hematomas pelo corpo. O suspeito é um “amigo” da mulher.

De acordo com a corporação, a mãe e o filho viviam acorrentados e trancados em uma casa na Rua Piracicaba. Conforme o relato, a mulher teria sido agredida e corria risco de morte. Ao chegarem no endereço, os policiais da Força Tática do 29º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I) ouviram gritos de socorro.

Veja o vídeo:


A equipe pulou o muro do imóvel para prestar ajuda. Segundo os policiais, a porta estava trancada com cadeado e a vítima reclamava de dores nas costelas, dor de cabeça, vômito e sangramento na urina.

“Amigo”

A vítima relatou à polícia que está há cerca de 30 dias em Peruíbe. Segundo ela, Robenilson Silva Oliveira, de 37 anos, ofereceu moradia até que conseguisse pagar um aluguel. Antes, ela morava no Vale do Ribeira. “Eu me perdi na rua e acabei fazendo amizade. Eu ia esperar para receber, que é no fim do mês. Ele falou: ‘fica lá em casa por enquanto porque a minha mãe vai se mudar’. Eu vim tem menos de um mês”, relatou a mulher aos policiais.

No entanto, conforme a vítima, o homem mudou de comportamento e passou a agir de maneira agressiva. Segundo ela, as agressões e ameaças eram constantes. “Ele me deu vários murros, socos na barriga, no rosto, pegou no pescoço, chutou, bateu bastante.”

De acordo com os agentes, o homem também teria quebrado o celular dela para que a mulher não entrasse em contato com outras pessoas e, nos últimos três dias, passou a agredi-la violentamente, além de trancá-la no quarto, dizendo que a mataria ou faria algo com a criança.

Enquanto os policiais conversavam com a mulher, o homem chegou no local. Ao ser abordado pela equipe, ele negou as agressões, afirmando que a mulher havia caído de bicicleta. “Em breve conversa com a criança, ela disse que também foi agredida, apontando a cabeça e o braço direito”, contou o policial.

Prisão

Os policiais encaminharam o agressor à delegacia. Ele foi preso em flagrante por cárcere privado, tentativa de feminicídio, violência doméstica e lesão corporal.

Já a mulher e o filho dela foram levados à Unidade de Ponto Atendimento (UPA). Ela foi medicada, e segundo a PM, permanece internada, pois foi constatado fratura na costela, traumatismo craniano e possível hemorragia interna. A criança foi deixada aos cuidados do Conselho Tutelar.

Por Laura Braga - Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.