Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

ABBP repudia ódio e mentiras de Leandro Grass contra a nova imprensa


A ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias, repudia as declarações do candidato ao GDF, Leandro Grass, do PV, proferidas durante sua participação em debate promovido por emissora de TV, na noite de terça-feira (27), em que acusa os blogs de serem pagos para divulgar fakes news para a população brasiliense. Diante do posicionamento do distrital, a ABBP vem a público esclarecer:

1. O senhor Leandro Grass, que foi eleito em 2018 favorecido pela legislação que permitia que candidatos com inexpressivos 6 mil votos fossem eleitos, desde que assumiu o cargo de deputado distrital, em 2019, tem se dedicado a atacar blogs e portais de notícias que se consolidaram no cenário político como a nova imprensa livre com o advento da internet nos últimos anos; 

2. A acusação leviana de que os veículos de comunicação divulgam fake news, talvez se deva pelo fato do senhor Leandro Grass, como distrital, tenha exercido um mandato pífio, improdutivo e recheado de ódio que o consagrou como o pior deputado da atual legislatura. O hoje, candidato ao GDF, deve ter mágoas por virem à tona que ele nunca destinou recursos por meio de emendas para o desenvolvimento social e que uma organização cultural foi contemplada com emenda de sua autoria para promover um evento para homenageá-lo;

3. Outro fato revelado pelos blogs e  portais de notícias, e que, com certeza, incomodou o senhor Leandro Grass foi a contratação do blogueiro Hélio Doyle, desde 2021, pela CLDF para ficar pendurado em seu gabinete e atuar como marqueteiro, antes e durante a fase da pré-campanha, com um salário de mais de R$ 18 mil. Hélio Doyle só veio deixar o cargo e a estrutura da CLDF para se mudar para o comitê de campanha de Grass, no dia 29 de julho, onde o dinheiro do fundo partidário, que já passa dos R$ 2 milhões, estão sendo torrados com publicidade e marketing;

4. O ódio que o senhor Leandro Grass desfere contra a nova imprensa livre é retrato do que vimos nesses três anos, oito meses e vinte e sete dias, de sua atuação como deputado distrital. Leandro fez um mandato tão medíocre que a única lembrança que o cidadão terá dele é a autoria da lei das sacolas plásticas;

5. Vale destacar que o senhor Leandro Grass, que posa de paladino contra a corrupção, conta com o apoio de um ex-presidente da República que esteve preso pelos crimes que cometeu enquanto governou este País. Portanto, Leandro é tão corrupto quanto seu padrinho. E para consolidar a sua afeição por ladrões do dinheiro público, Leandro também tem o apoio do PT, partido que teve o seu governador preso por crimes de corrupção;

6. O trabalho realizado pelos blogs e portais de notícias da nova imprensa tem cumprido com o seu papel, de prezar pelo bom jornalismo, ao revelar o que os atores da política não querem que seja do conhecimento público; 

7. É importante salientar que os blogs e portais de notícias que atuam no mercado publicitário são empresas constituídas que recolhem seus impostos, promovem a geração de emprego e renda ao contratar os mais diversos profissionais de comunicação com o objetivo de entregar para a população a informação com qualidade e veracidade dos fatos apresentados. Portanto, se tem alguém que está agindo com o intuito de propagar fake news para o eleitor, com certeza, não são os blogs e portais de notícias.

8. Por esse motivo, a ABBP não irá se calar e prosseguirá defendendo a liberdade de imprensa e a democracia até as suas últimas consequências, inclusive acionando a Justiça contra o senhor Leandro Antônio Grass Peixoto. Não vamos permitir que em pleno ano de 2022, um político, seja ele qual for, defenda a censura e tente calar a imprensa livre. Como bem disse a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, “o cala-boca já morreu”. Esses atos antidemocráticos do candidato Leandro Grass devem ser jogados na lata do lixo da história.

9. Como entidade representativa dos blogs e portais de notícias, a ABBP entende que ações como as promovidas repetidamente pelo distrital, sendo a mais recente no debate realizado na noite de ontem, não nos intimida como profissionais de imprensa e veículos de comunicação que respeitam o Estado Democrático de Direito.

10. A ABBP reforça o compromisso que firmou com a sociedade quando foi fundada em 2014 de lutar por uma sociedade mais justa, zelar pela liberdade de expressão e fortalecer a atuação dos  portais de notícias de todo o País, em especial, do Distrito Federal

Brasília-DF, 28 de setembro de 2022.

ABBP - Associação Brasileira de Portais de Notícias

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.