Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Criança de 4 anos morre em BH com suspeita de raiva humana

Caso a contaminação por raiva humana seja confirmada, ela será a quarta criança que morre da doença em Minas Gerais neste ano



Uma menina de 4 anos morreu com suspeita de contaminação por raiva humana nesse sábado (28/5). Ela morava na tribo Maxakali, entre Águas Formosas e Bertópolis, no Vale do Jequitinhonha. Se a causa da morte for confirmada, ela será a quarta criança vítima da doença em Minas Gerais neste ano.

A morte foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) ao jornal O Tempo. O órgão informou ainda que os resultados dos exames para confirmar a contaminação ainda não estão disponíveis. 

A menina é registrada em Bertópolis, região rural em que também viviam as outras três crianças que morreram por raiva humana no estado. As outras vítimas foram uma menina de 12 anos e dois meninos, um de 5 e outro de 12. 

A raiva humana é transmitida por mordida, lambida ou arranhão de animais infectados, como cães e morcegos. Minas não registrava morte por raiva humana desde 2012. O último caso tinha acontecido em Rio Casca, na Zona da Mata.

Histórico de mortes

O primeiro caso de morte deste ano foi registrado em 4 de abril. A vítima foi um menino indígena de 12 anos, mordido por um morcego. Ele procurou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no município de Teófilo Otoni, e tinha sintomas de confusão mental, febre, dores pelo corpo e vômitos.

No dia seguinte, uma jovem, da mesma aldeia, também de 12 anos, também buscou atendimento e foi internada. Devido a uma piora no quadro, foi transferida para uma UTI, mas não resistiu.

A terceira morte confirmada foi de uma menina indígena de 12 anos. Ela morreu em 29 de abril após mais de 15 dias internada.

Por Beatriz Queiroz e Artur Lesnau do Metrópoles

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.