Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Imagens fortes: homem atira 3 vezes e mata ex-parceiro de crime no DF

A vítima teria entregado a participação do autor em outro delito, fato que levou o homem a praticar o homicídio Nesta quarta-feira (12/1), a...

A vítima teria entregado a participação do autor em outro delito, fato que levou o homem a praticar o homicídio



Nesta quarta-feira (12/1), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem, de 24 anos, acusado de matar o comparsa. Imagens de câmeras do estabelecimento onde ocorreu a execução mostram quando o criminoso se aproxima da vítima e saca uma arma de fogo realizando, em seguida, três disparos.

O crime ocorreu em 25 de novembro de 2021, por volta das 15h30, na Chácara 67, Conjunto A, Loja 01, em frente à Distribuidora Pit-Stop no Sol Nascente/DF.

Assista ao momento dos disparos

Investigações comprovaram que o criminoso e a vítima já se conheciam e haviam, juntos, roubado uma loja de celulares no Shopping Popular de Ceilândia, em 26 de julho 2021. Na ocasião, a vítima teria sido presa e entregado o comparsa – responsável pelos tiros. A polícia acredita que esse foi o motivo do homicídio.

Os agentes que realizaram a prisão encontraram o suspeito no Conjunto 3 de Arniqueiras. Com ele apreenderam aproximadamente 4 kg de maconha, uma arma de airsoft e um colete balístico.

O preso foi recolhido ao cárcere do DPE e responderá, além do crime de homicídio, por tráfico de drogas.

Assalto em Ceilândia

Em julho de 2021, a dupla de assaltantes invadiu uma loja de eletrônicos no Shopping Popular, em Ceilândia, levando diversos produtos.

Segundo informações preliminares, os criminosos roubaram mais de R$ 50 mil em iPhones. Durante a ação, que durou menos de um minuto, uma segunda pessoa aparece no interior da loja, no entanto, não foi possível observar pelas imagens.

Dois dias depois do assalto, a PCDF prendeu três envolvidos no roubo. Os ladrões conseguiram levar 10 aparelhos celulares, sendo sete iPhones e três da marca Xiaomi, segundo a Polícia Militar. Os dois rapazes vistos na cena do crime fugiram em uma moto azul. O prejuízo foi avaliado em R$ 50 mil.

Por Maria Regina Mouta e Marcus Rodrigues do Metrópoles

Nenhum comentário