Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

CPI DA COVID-19: Depoimento do empresário Luciano Hang é retomado depois de confusão no plenário

Uma discussão entre o advogado de defesa do dono das Lojas Havan e o senador Rogério Carvalho (PT) motivou a interrupção da sessão Clima de ...

Uma discussão entre o advogado de defesa do dono das Lojas Havan e o senador Rogério Carvalho (PT) motivou a interrupção da sessão


Clima de tumulto e muita confusão, nesta quarta-feira (29), durante o depoimento do empresário Luciano Hang, à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. A sessão precisou ser suspensa, duas horas depois de ter iniciado o trabalho.
 
Tudo começou quando o presidente da CPI da Covid-19, Senador Omar Aziz (PSD-AM), solicitou ao dono da rede de lojas Havan, que entregasse aos seguranças os cartazes que levou para a comissão. Nas placas, estavam palavras de ordem como “Não me deixam falar” e “liberdade de expressão”, escritas nas cores verde e amarela.
 
Outra exigência de Aziz era que apenas um advogado de defesa pudesse ficar ao lado do empresário, e que o outro, Beno Brandão, se retirasse do local.
 
“Só fica um, dois não. Um fica e o outro sai. Não adianta reclamar que vai fazer do jeito que eu quero”, disse o presidente da CPI da Covid-19.
 
Um desentendimento do advogado de defesa com o senador Rogério Carvalho (PT), motivou essa decisão do Senador Omar Aziz. Após algumas manifestações contrárias de Hang e de sua defesa, o presidente da CPI interrompeu a sessão por “cinco minutos” até que o advogado saísse do plenário.
 
Quarenta minutos depois os trabalhos da CPI foram retomados e o advogado de defesa, Beno Brandão pediu desculpas e ressaltou que houve um ruído de comunicação entre ele e o senador petista. Senadores pró-governo, porém, disseram que as ofensas partiram do senador Rogério Carvalho (PT).
 
O presidente da CPI permitiu que o jurista permanecesse na sessão, porém, destacou que não “adiantará questionar suas próximas decisões”, e que se esforçará “de todas as formas” para que “nenhum senador seja desrespeitado”.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário