Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

GDF tem aumento de 20,4% na arrecadação em abril

O total atingiu o montante de R$ 1,461 bilhão, ante R$ 1,213 bilhão em abril de 2020; A previsão de arrecadação presente na Lei Orçamentária...

O total atingiu o montante de R$ 1,461 bilhão, ante R$ 1,213 bilhão em abril de 2020; A previsão de arrecadação presente na Lei Orçamentária Anual (LOA) foi superada em R$ 154 milhões (11,4%)


A Secretaria de Economia do Distrito Federal informou, nesta quinta-feira (17/6), que a arrecadação do governo local aumentou 20,4%, no mês de abril passado. O mesmo período comparado a 2020, houve aumento de 11,4%, já que os cofres públicos arrecadaram, este ano, R$ R$ 1,461 bilhão, ante R$ 1,213 bilhão do ano passado.

De acordo com a pasta, a alta na arrecadação foi proporcionada pela implantação de três políticas públicas, como as medidas de apoio a setores estratégicos, a criação do Refis 2020 e a melhoria nos sistemas de gestão da Secretaria de Economia (Seec).

A alta na arrecadação surpreendeu até mesmo as expectativas do governo, que na edição da Lei Orçamentária Anual (LOA) previa uma receita, para este mês, mas ela foi superada em R$ 154 milhões, ou seja, aumento de 11,4%.

Entre um dos setores que puxou essa arrecadação está o segmento atacadista, que teve aumento real de 18,6% no período. O segmento, segundo a Secretaria de Economia,  é maior contribuinte do ICMS no DF, com arrecadação de R$ 165,8 milhões no último mês de abril.  

O Programa de Recuperação Fiscal (Refis) 2020 lançado pelo governo também foi outra alternativa que contribui para o aumento de receita. Através dele, o contribuinte pode quitar dívidas atrasadas com descontos, o que gerou, segundo a pasta, até o momento, num montante de R$ 3,125 bilhões refinanciados.

“São empresas e profissionais que puderam equilibrar suas contas, voltar a ter crédito junto às instituições financeiras e retomar investimentos que estavam paralisados. Com isso, puderam voltar a gerar renda e manter empregos, o que acarreta um efeito dominó em toda a cadeia de comércio e serviços”, explica o secretário de Economia do DF, André Clemente.


Da redação Estrutural on-line

Nenhum comentário