Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Armazém dos móveis

Banner-armaz-m-dos-m-veis

Caso Lázaro: Secretário de Segurança do DF vai a Goiás

Segundo Miranda, as últimas falas dos governadores Ibaneis Rocha e Ronaldo Caiado é um problema político e que não afetou a operação No nono...

Segundo Miranda, as últimas falas dos governadores Ibaneis Rocha e Ronaldo Caiado é um problema político e que não afetou a operação


No nono dia de buscas pelo suspeito de chacina no Incra 9, Lázaro Barbosa, o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Júlio Danilo, foi a Girassol, povoado de Cocalzinho (GO), onde estão concentradas as forças de investigação, se reunir com o também secretário de Segurança do Goiás, Rodney Miranda.

Segundo Miranda, as últimas falas dos governadores Ibaneis Rocha e Ronaldo Caiado é um problema político e que não afetou a operação. “Doutor Júlio está aqui com a gente para reiterar essa parceria até a gente resolver”, afirmou. “Em relação às forças de segurança, não houve nenhum problema, é um problema político”.

A pasta informa que a operação está sob jurisdição e coordenação da Segurança de Goiás e que as forças de segurança do DF estão a disposição. “No momento, de acordo com a estratégia das buscas, as ações das unidades do DF estão concentradas no trabalho de unidades especializadas das Polícias Militar e Civil”, comunica.

Na manhã de ontem (16), Ibaneis havia feito duras críticas à polícia goiana, afirmando que Lázaro estava fazendo as polícias “quase que de bobas”. “A caçada ao Lázaro nos impressiona. São quase 300 homens das polícias do DF e Goiás que estão atrás desse marginal e não conseguiram ainda localizá-lo, espero que aconteça o mais rápido possível para darmos a punição devida”, afirmou.

Mais tarde, Caiado rebateu o vizinho nas redes sociais e pediu respeito pela força policial. “Que Ibaneis não se atreva a desrespeitar policiais goianos, os melhores do País, novamente. Não admito. Se ele trata policiais do DF com grosseria, minha solidariedade a eles. Em Goiás a polícia é nosso orgulho. Trabalha sério para prender o facínora sem produzir mais vítimas”, escreveu no Twitter.

Por Geovanna Bispo - Jornal de Brasília

Nenhum comentário