Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

GDF executou 100% dos recursos federais em 2020

Pela primeira vez na história, governo empenha todo recurso destinado pelos parlamentares federais, reforço de R$ 413,3 milhões ao orçamento...

Pela primeira vez na história, governo empenha todo recurso destinado pelos parlamentares federais, reforço de R$ 413,3 milhões ao orçamento do DF


Um trabalho pautado em entrosamento e competência: assim pode ser resumida a marca histórica alcançada pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Pela primeira vez, o Executivo local empenhou 100% dos recursos oriundos da bancada federal, composta por oito deputados federais e três senadores, o que representou mais de R$ 431,3 milhões ao orçamento do DF.

Desse montante, R$ 206,6 milhões foram repassados pelos 11 membros da bancada do DF, e R$ 81,8 milhões foram transferidos individualmente por cada um dos parlamentares. O restante dos recursos chegou ao orçamento do DF por meios extras, como repasses de ministérios ou da Caixa Econômica Federal.

O valor de 2020 representa um aumento de 6% em relação ao do ano anterior (R$ 405,3 milhões) e de 53% se comparado a 2018 (R$ 281,5 milhões). “As emendas parlamentares são fundamentais para que a gente possa realizar as obras que a população pede. Não há qualquer interferência ideológica neste caso, porque os parlamentares são parceiros neste trabalho. São eles que escolhem onde aplicar o dinheiro e o GDF executa”, avalia o governador do DF, Ibaneis Rocha.

“Isso não aconteceu por acaso, foi fruto de um trabalho de interlocução entre o Governo Federal e o Governo do Distrito Federal”, analisa o secretário de Relações Institucionais, Vítor Paulo. “É o efeito da competência e do compromisso dessa gestão, de um trabalho coordenado pelo governador Ibaneis, e o resultado disso a gente vê no dia-a-dia”.

Mais recursos, mais desenvolvimento

A pasta que mais recebeu recursos federais em 2020, R$ 153,7 milhões foi a Secretaria de Saúde influenciada principalmente pela pandemia do novo coronavírus. Na sequência, com R$ 77,1 milhões, veio a Secretaria de Educação, e em seguida o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), que recebeu R$ 63 milhões.

A lista também traz um nome estreante em investimentos no DF: a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Em 2017, uma mudança no seu marco regulatório incluiu o DF para a captação de recursos, porém o governo local nunca havia formalizado nenhum contrato de parceria para investimentos. No ano passado, o GDF fechou um convênio de pouco mais de R$ 51 milhões com a Codevasf.

“A bancada federal foi motivada a transferir recursos porque tem projetos. Esse é o grande incentivo, isso mostra o compromisso que o governo tem com a bancada e com o desenvolvimento do DF”, ressalta o secretário de Relações Institucionais.

FLÁVIO BOTELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

Nenhum comentário