HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin
GIF-300-MEGA

Últimas notícias

latest
Continua abaixo do anúncio
Butique-das-utilidades

Interdição na via expressa da Epia sentido Sobradinho/Plano Piloto

Motivo é dar mais segurança aos motoristas e causar menos impacto no trânsito durante a reconstrução do guarda-corpo do Viaduto Ayrton Senna...

Motivo é dar mais segurança aos motoristas e causar menos impacto no trânsito durante a reconstrução do guarda-corpo do Viaduto Ayrton Senna


O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) vai interditar, parcialmente, a partir desta sexta- feira  (23), o fluxo de veículos na via expressa da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia/DF-003). O objetivo da interdição é dar sequência à demolição e reconstrução do guarda-corpo do Viaduto Ayrton Senna que foram iniciadas na primeira quinzena deste mês. 

O bloqueio de duas das três faixas da Epia está previsto para ocorrer até a próxima quarta-feira (28), entre 21h e 5h, horário que não vai interferir na operação de fluidez da Estrada Parque Ceilândia – Estrutural (DF-095) que ocorre de segunda a sexta, de 6h às 9h, quando o fluxo de veículos é invertido para o Plano Piloto, enquanto que à tarde a pista sul troca de direção para Taguatinga, entre 17h30 e 19h45.

Durante a interdição os motoristas que dirigem no sentido Sobradinho/Plano Piloto trafegarão pela terceira faixa da via expressa da  EPIA, próxima à obra de arte especial.

“Optamos por fazer este trabalho em um horário que vai causar menos impacto no trânsito da região. Nosso intuito é diminuir ao máximo os transtornos causados à população com as obras”, explicou o responsável pelo serviço e chefe do 5º Distrito Rodoviário, Geraldo Jacinto.

No sentido Plano Piloto/Sobradinho, inicialmente, não há previsão de interdição da via expressa, mas caso haja a necessidade de bloquear o trecho, o impacto no trânsito será reduzido, pois o fluxo de veículos será direcionado para a pista marginal.

Melhorias no viaduto Ayrton Senna

A obra está na fase de demolição e reconstrução dos pilares que compõem o guarda-corpo de aproximadamente 300 metros de comprimento. Para evitar que o material demolido caia sobre a pista, serão instaladas as chamadas bandejas que servem para armazenar os pedaços de concreto retirados da construção anterior.

Paralelamente ocorre a construção dos pilaretes e vigas  da estrutura, que medem 1,20 metro de altura. A última fase do serviço será a pintura do dispositivo de segurança. O serviço conta  com a força de trabalho de 40 operários e está orçado em cerca de R$ 633 mil. A conclusão dos trabalhos está prevista para janeiro de 2021.

Para a secretária Gilmara Pontes, 28 anos, moradora da  Taguatinga, a obra significará maior segurança para motoristas e pedestres. “O viaduto Ayrton Senna é uma área por onde passam muitos carros, mas, também, muitos pedestres, então será ótimo para todos quando a obra for concluída“ comemorou.

Sobre o elevado passam cerca 50 mil veículos por dia. Já na parte de baixo do viaduto o Tráfego Médio Diário é de 70 mil carros. O viaduto Ayrton Senna, o principal ponto de ligação entre o Plano Piloto e a Estrada Parque Ceilândia (EPCL/DF-095) começou a ser construído em janeiro de 1993 e foi concluído em fevereiro de 1994, ao custo de R$ 6,3 milhões na moeda atual. O nome dado ao viaduto foi definido por meio de licitação, em concurso que fez homenagem ao piloto tricampeão mundial de Fórmula 1.

Nenhum comentário