HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest
Continua abaixo do anúncio
Butique-das-utilidades

Bolsonaro inaugura usina fotovoltaica no interior da Paraíba

Conjunto de usinas é o maior complexo de energia solar do país Foto: Alan Santos/PR O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (17) da inau...

Conjunto de usinas é o maior complexo de energia solar do país

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (17) da inauguração da Usina Fotovoltaica Coremas III, em Coremas, na Paraíba. O complexo de usinas é o maior de energia solar do país e pertence ao grupo privado Rio Alto Energias Renováveis, que iniciou seus projetos em 2011, a partir dos primeiros leilões públicos em que a energia solar foi inserida.

Bolsonaro destacou a importância do investimento em energias renováveis no país e disse que o governo trabalha para garantir essas parcerias com a iniciativa privada.

“Quero cumprimentar aqueles da Rio Alto que tiveram a coragem de empreender e investir em nosso país. E só se faz isso quando se tem garantia jurídica para tal. E o nosso governo é um governo de respeitar contratos e buscar parcerias e cada vez fazer com que empreender no Brasil seja menos complicado”, disse.
Foto: Alan Santos/PR


Para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o Brasil é um exemplo para o mundo em sustentabilidade na geração de energia elétrica.

“Estamos vendo nesse período de pandemia alguns países com apagões e aqui estamos já há seis meses com segurança energética. As nossas fontes limpas e renováveis representam 85% da geração de energia elétrica brasileira enquanto a média no mundo é 24%. Isso é motivo de orgulho para todos os brasileiros”, disse.

Albuquerque também destacou o potencial do Nordeste para as fontes renováveis de energia. De acordo com ele, as fontes solar e eólica representam hoje cerca de 11% da capacidade de geração de energia do país. “E serão 25% em 2030”, disse o ministro. “Somente a Região Nordeste contribui com 84%, o que mostra a força da região para o setor de energias renováveis”.

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil / Edição: Lílian Beraldo

Nenhum comentário