Continua abaixo do anúncio.
Homem mata mulher e fere cunhada em ataque a facadas na madrugada de Natal na Estrutural. - Estrutural On Line

Últimas notícias

Galeria Estrutural on line

25 de dez. de 2018

Homem mata mulher e fere cunhada em ataque a facadas na madrugada de Natal na Estrutural.

Natacha Cristina tinha 22 anos. Hospital do Guará recusou atende-la por falta de médico; bombeiros tentaram reanimar vítima por 20 minutos, sem sucesso.

Duas irmãs foram esfaqueadas na madrugada de Natal na Cidade Estrutural, a mais velha, Natacha Cristina Rocha dos Santos, de 22 anos, não resistiu ao ferimento e morreu. Natânia Aparecida Rocha dos Santos, de 21, está internada no Instituto Hospital de Base.

As duas chegaram ao grupamento do Corpo de Bombeiros no Guará às 3h13 desta terça-feira (25), levadas por um homem que passava de carro na frente da Chácara Santa Luzia. Ele foi parado por moradores que pediram ajuda no socorro às vítimas.

De acordo com a Polícia Militar, primeiramente o motorista tentou levar as mulheres para o Hospital Regional do Guará, mas foi informado que não havia médico no local – segundo a escala disponibilizada pela Secretaria de Saúde, apenas cinco servidores estavam de plantão no horário, todos eles auxiliares de enfermagem.

Em depoimento, o motorista que prestou socorro declarou que o possível autor do crime era marido de Natacha e que o suspeito teria dito que agiu motivado por ciúmes.

As vítimas

De acordo com os bombeiros, Natacha foi esfaqueada acima do lado direito do peito e foi recebida no grupamento com pulso fraco e pupila dilatada. Os militares tentaram restabelecer os sinais vitais da vítima por 20 minutos, mas não conseguiram. Ela morreu no local.

Já Natânia sofreu três perfurações, sendo uma no pulso e duas na perna direita. Ela está internada no Hospital de Base.

Aos militares, o homem disse que passava no veículo com a esposa em frente à Santa Luzia, na Estrutural, quando foi abordado por testemunhas que pediram que levasse as vítimas ao hospital. As mulheres estavam na Quadra 5 da região administrativa, próximo à Vila Olímpica, quando acabaram feridas.

O homem que prestou socorro disse ainda que o possível autor das agressões seria o marido de Natacha e que teria agido por ciúmes.

Natacha Cristina chegou ao 13º GBM com uma perfuração acima do peito, pulso fraco e a pupila dilatada. Os militares iniciaram as manobras de reanimação mas, após 20 minutos, a vítima não correspondeu aos estímulos e morreu.

Natânia Aparecida recebeu o atendimento da corporação e foi encaminhada ao IHB com uma perfuração no pulso e dois cortes profundos na perna direita. Os bombeiros acionaram a Polícia Civil para investigar o caso.

a Polícia Civil não informou se o autor do crime foi preso. O caso é investigado pela 1ª DP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário