Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Tráfico de drogas internacional pode ter ligação com o desaparecimento de Dom e Bruno

De acordo com o site Pleno News, o desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira pode ter ligação com o t...

De acordo com o site Pleno News, o desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira pode ter ligação com o tráfico de drogas internacional



Segundo o portal, Colômbia, de nacionalidade peruana, é o suspeito de ordenar a execução das duas vítimas. As autoridades acreditam nessa possibilidade devido Dom e Bruno ter denunciado vários crimes ocorridos na Amazônia.

A última vez que eles foram vistos, foi no dia 5 de junho, na Terra Indígena do Vale do Javari.

Colômbia atua no transporte de cocaína do Brasil e o Peru. De acordo com uma fonte da PF ouvida pelo R7 e também pela GloboNews, o governo peruano está colaborando com as apurações.

Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como Pelado e Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como Dos Santos foram presos suspeitos de participar do desaparecimento.

O primeiro suspeito foi preso no último dia 7, portando uma arma de fogo e uma porção de drogas.
Trata-se de Amarildo, ele possui histórico de ameaças a indígenas e envolvimento com drogas. Segundo as investigações, Pelado teria sido o executor do crime, ordenado pelo líder narcotraficante, Colômbia. 

Ainda de acordo com as investigações, Pelado está entre os homens que foram denunciados por Bruno Pereira. Ele é acusado de mineração, caça e pesca ilegal na Terra Indígena do Vale do Javari. Em depoimento, o suspeito disse que trabalha na pesca há 30 anos e conhecia Bruno apenas de vista, tendo o visto passando de barco no dia do sumiço. Pelado afirma que, naquele dia, não chegou a sair de casa, versão contrariada por testemunhas ouvidas pelos investigadores.

Já o segundo suspeito preso é irmão de Pelado. Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como Dos Santos. Testemunhas disseram aos policiais federais que, no dia do desaparecimento, os dois irmãos saíram de barco atrás de Bruno e Dom.

Por Francisco Gelielçon
#EstruturalOnLine

Nenhum comentário