Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Repórter é morta em operação israelense na Cisjordânia

Shireen Abu Aqleh, do canal Al Jazeera, foi atingida por tiros A repórter Shireen Abu Aqleh, do canal Al Jazeera, morreu enquanto trabalhava...

Shireen Abu Aqleh, do canal Al Jazeera, foi atingida por tiros



A repórter Shireen Abu Aqleh, do canal Al Jazeera, morreu enquanto trabalhava nesta quarta-feira (11). Ela cobria uma operação do exército israelense no campo de refugiados palestinos de Jenin, na Cisjordânia, quando foi atingida por tiros. Um colega de profissão da jornalista, o produtor Ali Al Samudi, ficou ferido no mesmo incidente.

A emissora acusa as forças de Israel de ser responsável pelos disparos, assassinando Shireen “deliberadamente e a sangue frio”. O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, por outro lado, nega que o exército tenha aberto fogo contra os profissionais de imprensa e diz que a correspondente provavelmente foi atingida por tiros palestinos.

A outra vítima, Ali Al Samudi, endossou a versão veiculada pela Al Jazeera.

– Estávamos indo cobrir a operação do exército quando eles abriram fogo contra nós. (…) Uma bala me atingiu. A segunda atingiu Shireen – relatou.

Shireen Abu Aqleh tinha 51 anos, era palestina-americana e adepta da religião cristã.

Um comandante militar israelense disse à agência de notícias France-Presse (AFP) que o exército “certamente não ataca jornalistas”. A entidade cita uma troca de tiros entre suspeitos e as forças de segurança e afirma estar “investigando o fato e a possibilidade” de a imprensa ter sido atacada “por palestinos armados”.

Por Thamirys Andrade - Pleno News

Nenhum comentário