Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

PF investiga envio de mão e placentas de Manaus para Ásia

Professor é suspeito de vender mão e placentas humanas para designer em Singapura



Na manhã desta terça-feira (22), a Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Plastina, que investiga suposto crime de tráfico internacional de órgãos humanos na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Segundo a corporação, o professor de Anatomia Helder Bindá Pimenta teria enviado uma mão e três placentas humanas plastinadas para Singapura, no sudeste da Ásia.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão: um na casa do professor e outro no laboratório de Anatomia da faculdade. Um mandado de afastamento de função pública também foi cumprido contra o docente.

De acordo com as investigações, indícios apontam que os órgãos haviam sido encomendados por um designer indonésio que vende acessórios e peças de roupas produzidos com materiais de origem humana. O nome da investigação é uma alusão ao procedimento que teria sido utilizado pelo investigado para preservar os órgãos.

A plastinação consiste na utilização de métodos químicos para realizar extração dos líquidos corporais e dos lipídios de materiais biológicos, substituindo-os por resinas plásticas, como silicone, por exemplo. A aplicação da técnica paralisa a decomposição do material, resultando em um tecido seco, inodor e mais durável.

A UEA informou que a PF apreendeu um computador e peças anatômicas plastinadas que eram utilizadas nas aulas do laboratório de Anatomia.

Caso seja condenado, Helder poderá cumprir pena de até 8 anos de prisão por tráfico internacional de órgãos humanos.

Por Pierre Borges - Pleno News

Nenhum comentário

Agradecemos pelo comentário.