Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

TRAGÉDIA! Incêndio em prisão causa a morte de 41 presos e deixa 80 feridos na Indonésia

A suspeita é que uma pane elétrica tenha sido o motivo que deu início ao incêndio Um incêndio na prisão de Tangerang, ao oeste da capital Ja...

A suspeita é que uma pane elétrica tenha sido o motivo que deu início ao incêndio


Um incêndio na prisão de Tangerang, ao oeste da capital Jacarta, na Indonésia, foi registrado na madrugada desta quarta-feira (8), matou pelo menos 41 detentos e deixou dezenas de feridos. Autoridades locais confirmaram que a unidade prisional estava com o dobro da capacidade permitida.
 
"O fogo se propagou rapidamente, e não deu tempo de abrir algumas celas", lamentou o ministro da Justiça, Yasonna Laoly.
 
"Quarenta pessoas morreram no local, e outra faleceu quando era levada para o hospital. Oito ficaram gravemente feridas, e 31 têm um diagnóstico menos grave", completou o ministro.
 
Ainda de acordo com o ministro da Justiça, entre os mortos está um detento português e um sul-africano.
 
Imagens veiculadas por emissoras de TV mostram brigadistas tentando debelar as chamas em um dos locais do presídio.
 
Segundo relatos, as chamas tiveram início em uma ala central, onde ficam confinados detentos que respondem por crimes como tráfico e consumo de drogas. Os feridos foram encaminhados para hospitais da cidade de Tangerang.
 
Autoridades disseram ainda que os corpos foram transportados para um necrotério de Jacarta, onde serão identificados. Devido às condições de algumas vítimas que vieram a óbito, será necessário fazer  exame de DNA para realizar o reconhecimento.
 
Marlinah, familiar de um dos detentos que perderam a vida, esteve na unidade de saúde para fazer o reconhecimento do corpo.
 
"Eu vim quando recebi a notícia de que meu irmão mais novo, Muhammad Yusuf, (...) havia nos deixado", declarou à agência de notícias AFP.
 
Visivelmente abalada emocionalmente, ela revelou que não tem condições de enterrar o irmão em sua cidade natal, Bogor, ao leste de Jacarta.
 
Somente após uma perícia no local será possível precisar os motivos do incêndio, porém a suspeita é que tenha ocorrido uma falha elétrica.
 
"Eu inspecionei o local e, com base nos primeiros elementos, o fogo teria começado com um curto-circuito", contou o chefe de polícia de Jacarta, Fadil Imran.
 
A instalação elétrica do presídio, construída em 1972, não passa por uma troca da fiação há mais de 40 anos, segundo o ministro.
 
Questionado sobre a ocupação do presídio, a porta-voz da Direção Geral de Prisões, Rika Aprianti, reconheceu a superlotação no local. Atualmente, a prisão está com 2 mil detentos, porém a capacidade é de apenas 600 detentos, de acordo com informações do departamento penitenciário.
 
"A capacidade máxima do bloco C era de 40 pessoas, e havia 120 detentos", declarou ao canal Metro TV.
 
As prisões da Indonésia tem condições sanitárias precárias e, habitualmente, estão lotadas. É muito corriqueiro as tentativas de fuga e protestos contra as condições insalubres no local.
 
Vale destacar que somente em 2019 foram registrados a fuga de pelo menos 100 presos de uma prisão na região de Riau, na ilha de Sumatra, após um incêndio.
 
Por conta da negligências das autoridades com relação às condições de segurança, é muito comum o registro dessa natureza nas unidades prisionais. Em 2019, 30 pessoas perderam a vida em uma fábrica de fósforos do país.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário