Page Nav

HIDE

Gradient Skin

Gradient_Skin

Últimas notícias

latest

Pelo menos cinco pessoas podem ter sido mortas durante tumulto generalizado em aeroporto no Afeganistão

Todos os voos comerciais foram cancelados, e apenas viagens militares estão autorizadas a decolar do aeroporto de Cabul Pelo menos cinco pes...

Todos os voos comerciais foram cancelados, e apenas viagens militares estão autorizadas a decolar do aeroporto de Cabul


Pelo menos cinco pessoas podem ter morrido após um tumulto generalizado nesta segunda-feira (16), quando uma multidão desesperada invadiu a pista do aeroporto de Cabul, na tentativa de embarcar em um dos últimos aviões comerciais, visando deixar o Afeganistão, agora sob o domínio do Talibã.
 
As informações são da agência de notícias Reuters, com base em relatos de testemunhas no local. Não foi confirmado se as vítimas foram motivadas pelos disparos de arma de fogo para dispersar a multidão ou se elas foram pisoteadas durante a confusão. Segundo o jornal The Wall Street Journal, três pessoas teriam sido mortas pelo disparo de arma de fogo.
 
Tendo em vista o descontrole da situação, todos os voos comerciais foram cancelados, e apenas viagens militares estão autorizadas a decolar do aeroporto de Cabul.  "Por favor, não venha para o aeroporto", alertou uma autoridade do aeroporto. Tropas norte-americanas encontram-se no local para auxiliar cidadãos dos EUA a embarcarem. Diante do descontrole da multidão, tiros foram disparados para o alto. Mais de 60 nações, incluindo EUA, Alemanha, Japão e França, emitiram um comunicado em tom sensibilizar os líderes do Talibã, para que cidadãos afegãos e estrangeiros possam deixar o  Afeganistão em segurança.
 
ENTENDA O CASO
 
Após o anúncio da retirada das tropas americanas, pelo presidente Joe Biden, em abril deste ano, acelerou a investida do Talibã. A previsão era a retirada de todos militares do país até o fim do mês.
 
O grupo extremista conseguiu tomar rapidamente diversos pontos estratégicos, logo após a retirada de boa parte das forças lideradas pelos EUA deixaram o país em julho. A queda de Cabul ocorreu antes do previsto pelos serviços de inteligência norte-americanos.
 
De acordo com a Reuters, a previsão das autoridades norte-americanas era que o Talibã ocupasse a capital Cabul em setembro, e uma provável tomada do poder em novembro.

Da redação Estrutural On-line

Nenhum comentário